Mosley teme que novas regras não sejam boas para F1

Ex-presidente da FIA, britânico tem dúvidas quanto a mudanças no campeonato a partir deste ano

Com pneus maiores e mais pressão aerodinâmica, a Fórmula 1 passará por uma grande mudança técnica na temporada de 2017.

Porém, o ex-presidente da FIA, Max Mosley, não tem certeza de que as mudanças que virão para a próxima temporada serão benéficas para o esporte, seja do ponto de vista do espetáculo ou por motivos de segurança.

"Minha opinião pessoal é que isso pode ter ido na direção errada", disse ele à ITV. "Eu teria ido para menos aerodinâmica e talvez mais aderência mecânica.”

"Querer tornar os carros mais rápidos é questionável, porque todas as regras para os últimos 40 ou 50 anos trazidas pela FIA foram para tornar os carros mais lentos ou mais seguros. Velocidade é igual a perigo, obviamente.”

Mudanças com a Liberty

Se as regras não forem boas para o esporte, isso pode aumentar ainda mais a pressão sobre os novos proprietários da Fórmula 1, a Liberty Media, para fazer ainda mais mudanças no campeonato.

Mosley acha que os gigantes americanos devem ter uma visão de mente aberta sobre a F1, embora a situação possa ser mais complicada do que parece à primeira vista.

"Só porque algo foi bem-sucedido, não significa que não pode ser feito melhor", disse ele.

Quando perguntado se a Liberty subestimou o desafio que virá a enfrentar na F1, Mosley disse: "É difícil de dizer. Eles podem ser brilhantes e ter a coisa inteira completamente pensada. Por outro lado, eles podem achar mais difícil do que eles pensaram.”

"Eu sempre imagino se alguém tivesse me colocado no comando das corridas de cavalos. Como se alguém dissesse: 'certo, você tem que resolver isso'. Sempre parece fácil do lado de fora.”

"Você vê todas as coisas que você pensa que estão fazendo errado, e então quando você começa a analisar todos os arquivos e os dossiês e descobre o que está realmente acontecendo."

No entanto, Mosley pensa que, ao assinar com Ross Brawn para ajudar na frente esportiva, a Liberty terá um grande trunfo.

"Ross compreende completamente o esporte, entende o que precisa ser feito e tem um cérebro analítico absolutamente de primeira classe", disse Mosley.

"Eu acho que ele vai ser um grande trunfo para eles e esse lado (o aspecto esportivo) não é realmente no que Liberty deve estar se atentando mais. Ross é excelente, eles fizeram uma boa escolha lá."

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias