"Não é a primeira vez que tenho problemas na Ferrari", diz Kimi

Finlandês, que sequer subiu ao pódio em 2014, afirma que esperava viver um ano difícil em seu retorno à Scuderia

Depois de vencer provas em 2012 e 2013 pela Lotus, Kimi Raikkonen ficou longe do pódio pela primeira temporada desde sua estreia na Fórmula 1, em 2001, e terminou apenas em 12º, marcando cerca de 25% dos pontos da Ferrari no ano.

[publicidade] O finlandês, no entanto, não ficou surpreso com sua péssima temporada. “Obviamente, com uma nova equipe, eu esperava dificuldades por como as coisas funcionam. Se o carro não combina com seu estilo, e já tive situações do tipo na Ferrari, não é fácil mudar quando certas coisas não estão certas para você.”

De fato, dificuldades em se adaptar com o carro na Ferrari não são novidade para o finlandês, que sofreu com a suspensão do carro de 2008, por exemplo, ano seguinte a seu título mundial. “Não é a primeira vez que tenho dificuldades – você só tem de tentar tirar o melhor e se certificar de que isso não vai voltar a acontecer no futuro.”

Raikkonen acredita que a próxima temporada, quando terá Sebastian Vettel como companheiro, tem tudo para ser melhor.

“Durante o ano eles têm um plano claro do que temos de melhorar para voltar onde a Ferrari deveria estar. Sinto que todas as áreas vão melhorar bastante. É uma pena que tenhamos tido esse tipo de ano porque não é bom para mim, para a Ferrari e os torcedores, mas faz parte.”
Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias