"Não é impossível" fazer uma parada, defende Webber

Já Vettel não é tão otimista: "Os pneus macios não devem durar muito, só um pouco mais do que duraram hoje"

Quem vê Sebastian Vettel dominando as duas primeiras sessões de treinos livres para o GP da Índia não imagina que o alemão teve suas preocupações durante a sexta-feira. O líder do campeonato perdeu tempo de pista após uma escapada em meados da segunda sessão.

“Eu tive uma escapada logo depois da minha simulação com tanque vazio e não sabia bem o porquê, então resolvemos checar o carro inteiro para ver se havia algo quebrado. Depois fomos novamente à pista e o carro estava bem. Precisamos dar uma outra olhada para ver o que aconteceu.”

Mesmo tendo sofrido com bolhas na simulação de corrida, Vettel acredita que os pneus vão aguentar bem no domingo.

“O pneu macio não estava funcionando muito bem, mas temos que ver porque a pista vai melhorando. As bolhas acontecem porque muita energia é colocada no pneu e ele acaba. Para domingo, a pista vai evoluindo e as equipes vão aprendendo a usar o composto, mas ainda assim não acho que ele vai durar muitas voltas – provavelmente mais do que hoje.”

Segundo em ambos os treinos e após ter feito a simulação de corrida com o pneu médio, mas durável, Mark Webber se mostrou mais animado que o companheiro.

“Estamos bem com ambos os tipos de pneu e nas simulações curtas e mais longas. Então será o procedimento normal de sexta-feira, vamos ver com os engenheiros o que podemos fazer para melhorar”.

O australiano, inclusive, disse que “não é impossível” fazer apenas uma parada na corrida.

“A pista é sempre diferente na segunda sessão de treinos livres em relação ao domingo. Ela pode evoluir de uma maneira ou de outra, favorecendo um ou outro composto. Também depende de onde você está na corrida, pois tem de controlar o ritmo. Veremos o que acontece.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Mark Webber , Sebastian Vettel
Tipo de artigo Últimas notícias