Não entendo como julguei tão mal a freada, admite Rosberg

Alemão se diz "decepcionado" consigo mesmo após erro, mas acredita que fez grande prova de recuperação

Mesmo após uma grande recuperação e o segundo lugar, Nico Rosberg não se conforma em ter jogado fora a chance de brigar com Lewis Hamilton pela vitória do GP da Rússia logo na segunda curva. O alemão julgou mal a freada quando tentava ultrapassar o companheiro, que acabou ficando com o caminho livre para vencer pela quarta vez seguida e aumentar a vantagem na ponta do campeonato para 17 pontos.
 
[publicidade] “Fiquei um pouco decepcionado comigo. Eu julguei muito mal a freada, não consigo entender como. Foi desnecessário, pois a curva era minha, eu estava por dentro,” explicou Rosberg ao TotalRace. “Freei muito tarde e meus pneus ficaram quadrados, tive de trocá-los. Depois disso, meu carro estava incrível e eu consegui fazer todo o restante da corrida com o mesmo jogo de pneus.”

 A travada fez com que Rosberg tivesse de trocar os pneus ainda no final da primeira volta. Contudo, como a degradação em Sochi era muito baixa, o alemão conseguiu fazer todo o restante da prova sem precisar de uma nova troca.

“Nesse sentido, acho que eu fiz uma grande corrida, pilotando de maneira muito suave para não gastar muito os pneus e até poderia ter forçado mais porque os pneus estavam bons até no final.”

Mesmo vivendo um momento difícil no campeonato, o piloto da Mercedes segue acreditando que pode chegar ao título. Cem pontos ainda estão em jogo nas últimas três etapas.

“Estou totalmente motivado, vou atacar. Definitivamente não vou começar a ficar pessimista, pois ainda há muitos pontos a serem disputados. Tenho que continuar atacando, como fiz nesse final de semana, mas tenho de fazer melhor.”
Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias