“Não quis correr riscos”, diz Verstappen

Nono colocado na prova, holandês acredita que não conseguiria ir além disso mesmo se adotasse postura mais agressiva

Max Verstappen considera que obteve o melhor resultado que poderia largando do fundo em Mônaco, especialmente por sua abordagem de “evitar riscos” na prova. 

Guiando um Red Bull, carro que dominou as ações no principado, Verstappen foi obrigado a largar da última posição, já que bateu no terceiro treino livre, no sábado, e não conseguiu participar da classificação.

Verstappen considera que, mesmo que adotasse uma postura mais agressiva durante a corrida, não conseguiria terminar além do nono lugar que obteve.

“Eu estava curtindo. Largando em último, consegui duas posições na largada, o que foi bom”, disse o holandês.

“Eu só não queria arriscar e bater. Eu não posso estar nessa posição agora. Fiz tudo com certa margem. Eu sabia que, se eu arriscasse um pouco mais, eu ainda assim não conseguiria passar esses carros.”

“Acho que tiramos o máximo do resultado. No fim, tinha um ‘trem’ do quarto colocado ao nono. Não acho que poderíamos fazer mais que isso largando de último.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP de Mônaco
Pista Monte Carlo circuito de rua
Tipo de artigo Últimas notícias