Não sei se posso mais confiar em Rosberg, diz Hamilton

Colisão entre os dois logo no início do GP da Bélgica esquentou o clima entre os líderes da temporada

Hamilton e Rosberg: relação deteriorada na Mercedes
A colisão ocorrida no circuito de Spa-Francorchamps definitivamente deteriorou a relação entre Nico Rosberg e Lewis Hamilton. Os dois pilotos da Mercedes prejudicou a amizade iniciada ainda na infância, e a tendência é de uma ‘Guerra Fria’ na escuderia líder do Mundial de Fórmula 1. O britânico já mostrou a mágoa com o agora rival.
 
[publicidade] “Quando você está na pista, tem que confiar que as pessoas usarão a cabeça ao invés de fazerem coisas deliberadamente. Depois da reunião, não sei como pensar na próxima corrida”, declarou.
 
Resumidamente, Lewis Hamilton perdeu a confiança em Rosberg. O britânico se irritou com a manobra forçada do alemão, que, com a asa dianteira, acabou furando um pneu do campeão mundial de 2008. 
 
Na visão de Hamilton, a atitude de Rosberg – classificada como intencional pelo britânico – é resquício do GP da Hungria, quando Lewis ignorou uma ordem da equipe Mercedes para beneficiar o alemão.
 
“Não consigo imaginar o que a equipe fará agora. Viemos com uma mentalidade positiva e estava empolgada. Tivemos oito corridas muito próximos, e só estava 11 pontos atrás. Pensei que seria ótimo para todos nós”, disse Hamilton.
 
A batida deste domingo prejudicou o desempenho do britânico na corrida. Hamilton perdeu posições, ficou longe da briga por pontos e viu-se obrigado a abandonar o GP de Spa-Francorchamps pouco antes do fim. O próximo capítulo da ‘Guerra Fria’ na Mercedes será em duas semanas, em Monza.
 
Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias