Não seria surpresa ver Massa de volta em 2018, diz Kimi

Finlandês disse que não estranharia ver seu ex-companheiro de Ferrari desistir da aposentadoria mais uma vez

Ex-companheiro de equipe de Felipe Massa, nos tempos de Ferrari do brasileiro, Kimi Raikkonen falou nesta quinta-feira em Interlagos sobre o segundo anúncio de aposentadoria de Massa. O finlandês disse que não se surpreenderia se vice o piloto alinhando no grid para a etapa de abertura da Fórmula 1 em 2018.

“Ele está se retirando de novo, então vamos ver se isso realmente acontece ou nós vamos vê-lo na primeira corrida no próximo ano”.

“Eu sempre tive um bom relacionamento com ele, ótima atmosfera quando estávamos na Ferrari juntos. Ganhamos dois campeonatos para a equipe como companheiros de e acho que foi um ótimo momento. Obviamente, foi muito rápido, muito bom, mas eu desejo a ele o melhor se ele acabar (não) correndo na F1 mais. Veremos o que vem em sua vida no futuro”, completou.

A pedido de um jornalista, Kimi lembrou o título mundial de 2007, conquistado após vitória no GP do Brasil daquele ano combinada com de resultados dos rivais Fernando Alonso e Lewis Hamilton que também tinham chances de serem campeões naquele ano.

“Já faz muito tempo. Obviamente, foi um excelente dia, mas não foi apenas sobre o dia, foi o ano inteiro. Obviamente, ele terminou naquele dia, mas houve alguns momentos ótimos, alguns momentos não muito bons, mas no final funcionou bem e fiquei muito feliz com isso, mas - eu não sei - eu também não pensei muito nisso também”.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento Coletiva pré-GP do Brasil
Pista Interlagos
Pilotos Kimi Raikkonen , Felipe Massa
Tipo de artigo Últimas notícias