"Não tenho medo nenhum de sair da Ferrari", garante Massa

Brasileiro aguarda conversa com Montezemolo, mas já começa a analisar outras opções no grid e não descarta deixar F1

Depois de dar um sorriso ainda na pista ao falar da conversa que terá em breve com o presidente da Ferrari Luca di Monzemolo para definir seu futuro na F1, Felipe Massa chegou ao motorhome da Ferrari com uma expressão bem mais séria. A conversa com os jornalistas foi principalmente sobre a indefinição em relação à sua permanência no time italiano em 2014. E Massa nunca havia falado tanto sobre a vida fora da Ferrari. O brasileiro repetiu diversas vezes que está analisando outras opções no grid e admitiu até a possibilidade de deixar a F1 caso não faça parte dos planos da Ferrari.

“Se algo já foi definido pela Ferrari, pelo Montezemolo, eu não sei. Mas o importante é que eu pense no meu futuro. Se for para continuar na equipe, ótimo, é sempre maravilhoso correr em um time como esse. Mas se não der já mostrei meu talento, já mostrei do que sou capaz para as outras equipes também. Vamos ver as opções que eu tenho, tanto na Ferrari, quanto em outra equipe, pois nada é impossível no momento”, admitiu.

Perguntado pelo TotalRace sobre o fato da imprensa italiana estar, em geral, torcendo por sua saída, Massa minimizou. “A imprensa italiana já me colocou fora da Ferrari diversas vezes. Nunca me preocupei com isso e não é agora que vou me preocupar. Eu me preocupo com meu trabalho. E, para botar alguém que faça um trabalho melhor do que o meu, sabemos que não há muitas opções”, respondeu.

O brasileiro não descartou nem a possibilidade de deixar a F1 ao final do ano. “Estou tranqüilo. Não tenho medo nenhum de sair da Ferrari. Importante é pensar no melhor para o meu lado. Se for para ir para outra equipe, continuar na Ferrari ou até sair da F1, caso não haja mais vaga, pensarei 100% no que for melhor para o meu futuro. E espero tomar a decisão mais correta”, disse o piloto, que continuando ou não, colocará na balança o quanto de competitividade terá à sua disposição.

“Preciso escolher a melhor equipe possível para eu correr. Ferrari é uma superequipe, então é difícil achar outra equipe como ela. Por isso é importante analisar todas as opções”, comentou.

Fazendo parte dos planos da equipe ou não, Felipe sabe que conhecerá a decisão antes da imprensa. Só não sabe quando conversará com o presidente do time. “Nada vai aparecer na imprensa antes de eu ficar sabendo. Ficando ou não. Normalmente a conversa é sempre minha com o Montezemolo. Mas ainda não sei quando”, contou.

Mesmo com tanta indefinição, o brasileiro teve uma atuação firme em Monza, chegando na quarta posição a poucos segundos de Alonso e Webber. Mas Massa não acredita que isto conte na decisão final da equipe. Ele prefere lembrar da importância que sua experiência contará no ano que vem, quando o regulamento será bastante alterado.

“Não acho que uma corrida determinará meu futuro na Ferrari. Montezemolo me conhece 100%, sabe o que eu posso fazer, sabe do meu talento e também da importância que minha experiência terá no ano que vem, com regras novas, todos saindo do zero. Eu acho que já mostrei o suficiente o que posso fazer e o quanto posso fazer pelo time. Eles sabem do meu trabalho. E num ano como 2014, será importante ter um piloto dedicado”, argumentou.

Quem também conversou com o TotalRace foi o chefe da equipe italiana, Stefano Domenicali. O dirigente garantiu que nenhuma decisão está tomada até o momento. “A decisão ainda não está tomada. Colocamos sobre a mesa todos os elementos e estamos analisando da forma menos passional possível. Temos de estudar toda a situação antes de tomar a decisão final e é por isso que o anúncio está demorando. Obviamente não é uma decisão fácil para nós e por isso levará o tempo que for preciso”, ponderou.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Itália
Pilotos Felipe Massa
Tipo de artigo Últimas notícias