"Não vale a pena reclamar de Vettel", se conforma Alonso

Em corrida cheia de problemas, espanhol escalou de 16º para sexto e disse que sabia que seria superado

Fernando Alonso foi um dos grandes destaques do GP da Grã-Bretanha, depois de largar em 16º e chegar na sexta colocação, em uma prova pra lá de movimentada para o espanhol, com direito a punição, problemas no carro e uma briga ferrenha com Sebastian Vettel pelo quinto lugar.

“Não sei se ele exagerou", afirmou Alonso sobre o rival. "Na volta em que ele me passou, ele saiu da pista por três ou quatro vez mas, se ele não fosse me ultrapassar naquela volta, seria na próxima, porque estávamos lentos demais. Por mais que possamos reclamar, não valeria a pena, pois simplesmente éramos lentos demais.”

[publicidade]Mesmo perdendo a batalha com Vettel, Alonso ficou no lucro no GP da Grã-Bretanha. Depois de largar em 16º por uma falha estratégica do time na classificação, na largada foi a vez do espanhol se enganar e parar mais adiante do que deveria. Sabendo que eventualmente seria punido, o piloto abriu caminho no meio do pelotão e estava em quinto quando pagou 5s pelo erro.

“Foi uma confusão antes da largada. Todo mundo parou na última curva e eu tentei encontrar meu número nas placas. Vi o 77 de Bottas, o 7 de Kimi e perdi a minha placa, de 14, e acabei parando mais para frente. Tentei dar marcha ré 4 ou 5 vezes, mas ela não entrou. Daí começaram a acender as luzes de largadas, coloquei primeira marcha e sabia que receberia uma punição cedo ou tarde.”

Depois de pagar a pena, Alonso foi parar na sexta colocação, lutando com Sebastian Vettel. O espanhol aproveitou os pneus mais frios do alemão para fazer uma pela ultrapassagem por fora na Copse, mas revelou que estava longe de ter o melhor carro naquele momento e sabia que levaria o troco, o que aconteceu com cinco voltas para o final.

“Duas voltas antes do Vettel voltar da sua parada, estávamos pensando em abandonar a corrida porque tínhamos problemas com a bateria e com a asa traseira, que estava deixando a aerodinâmica louca. E, no final, ainda tinha de economizar combustível. Foi uma batalha na hora errada, pois tínhamos de administrar várias coisas com Sebastian atacando. Foi divertido, um bom show para todos, mas sabíamos que, cedo ou tarde, iríamos perder.”

A corrida do companheiro de Alonso, Kimi Raikkonen, acabou ainda na primeira volta, após forte batida que trouxe a bandeira vermelha para a prova. O finlandês , mas passa bem.
Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias