Nasr admite que criou expectativas demais em ano de estreia

Após quinto lugar na primeira corrida, piloto da Sauber conta com exclusividade que quis mais: “tem coisas que você só aprende com o tempo”

O grande resultado que conquistou na estreia na Fórmula 1 deixou Felipe Nasr mal acostumado com sua realidade na temporada de 2015. O piloto passou a esperar demais da performance de seu carro.

Porém, sem possibilidade de desenvolver o C34 até o GP de Cingapura, em setembro, a Sauber acabou ficando para trás. Com isso, Nasr acabou se decepcionando por ter gerado expectativas demais em torno de seu desempenho.

“O investimento que temos no time hoje é muito menor do que o de qualquer outra equipe no paddock”, disse em entrevista exclusiva ao MOTORSPORT.COM.

“Com o pouco que conseguimos, pudemos tirar um proveito bom. Passamos momentos bons e ruins, e isso vai me fazer crescer muito.”

“Criamos expectativas demais para algumas situações. Isso é ruim, porque sabíamos das condições que tínhamos na equipe. Sabíamos que o início da temporada era onde teríamos mais oportunidades. Depois que os resultados são bons, você sempre quer continuar – o que não aconteceu.”

“Eu aprendi isso. Hoje faço o melhor com o que eu tenho sem criar frustrações e decepções. Essa é a melhor forma de ter a cabeça tranquila para trabalhar.”

Nasr também fez um balanço favorável de sua primeira temporada dentro da Fórmula 1

“Foi uma temporada muito positiva e de muito aprendizado. Por ser meu primeiro ano na Fórmula 1, tive muita experiência nova. Conheci pistas novas e aprendi a cada final de semana.”

“Tem coisas que você só aprende com o tempo. Hoje me sinto muito mais à vontade, muito mais maduro. O conhecimento que tenho dentro da equipe e o relacionamento com as pessoas também evoluiu.”

“Não posso deixar de falar que na minha primeira prova eu e a equipe conseguimos um resultado excepcional pelo nosso equipamento. Aquele quinto lugar na Austrália foi muito especial e muito marcante. Outra ocasião especial foi na Rússia, quando cheguei em sexto.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Felipe Nasr
Tipo de artigo Entrevista