Negociando renovação, Paddy Lowe pode ir para time rival

Conversas entre diretor técnico e Mercedes estacionam, em meio a sugestões de que poderia estar pronto para aceitar uma oferta de equipe rival

O futuro de Paddy Lowe na Mercedes tem sido objeto de especulação há meses, depois que as discussões sobre a renovação de seu contrato foram adiadas até o fim deste ano.

Toto Wolff e Lowe não quiseram que a conversa interferisse em seus esforços na conquista do terceiro título seguido da escuderia.

O próprio Lowe disse no prêmio Autosport no último fim de semana que não havia motivo para o atraso nas negociações.

"Estou com a Mercedes há 22 anos, trabalhando para eles ou com eles, então não há razão para que isso deva mudar. Está indo muito bem", disse ele.

"Toto e eu tivemos uma conversa e vamos esperar até o fim da temporada e tirar isso do caminho."

Mas em meio a sugestões de que o principal desacordo entre Lowe e seus chefes está relacionado ao seu salário, fontes revelam que há outra equipe disposta a tirá-lo da Mercedes.

Não está claro qual é a equipe, mas a Ferrari está descartada.

O destino mais lógico seria um retorno para Williams, onde começou sua carreira na F1. Acredita-se que uma decisão final sobre seus planos ainda não foi tomada, mas caso um acordo não seja alcançado, o candidato mais provável para substituir Lowe é o ex-diretor técnico da Ferrari, James Allison, que tem sido vinculado à Mercedes há algum tempo.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias