Netflix negocia com Liberty para transmitir bastidores da F1

Sean Bratches, diretor de operações comerciais da Liberty Media, admitiu: "Estamos em negociações para ter links com as novas plataformas"

Em outubro passado, durante o fim de semana do GP dos Estados Unidos, circularam informações (depois confirmadas) sobre uma negociação entre os executivos da Liberty Media e representantes da plataforma Netfilx.

"A Liberty Media sempre avaliou cuidadosamente a possibilidade de colaborar com os novos canais de mídia", disse Sean Bratches. "Acreditamos que, no mundo de hoje, devemos oferecer uma maior abertura à Internet, e neste sentido, temos projetos em fase de estudo, incluindo Netflix para uma associação que poderia estar em funcionamento este ano. Mas no momento não posso adicionar nada".

Três meses depois, o estado das negociações é muito mais avançado, e podemos antecipar alguns dos rumores que emergiram nos últimos dias. O objetivo da Netflix é fazer uma série de documentários sobre o dia-a-dia da Fórmula 1, um "atrás das câmeras" que visa revelar aspectos pouco conhecidos a cada dois ou três GPs.

Para este fim, a empresa norte-americana solicitou a presença de um cinegrafista em quase todos os pits e nos camarotes das equipes. Esta prática, que é comum em muitos contextos, poderia ter problemas na Fórmula 1, onde a confidencialidade é agora um dogma.

Por enquanto, as equipes estão avaliando a situação, e é fácil imaginar que não será uma formalidade encontrar um acordo, especialmente com as escuderias mais poderosas.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias