Nico Hulkenberg lamenta ter sido superado pelo companheiro

"Gosto de pilotar lá, então estou ansioso, mas não faço ideia do nosso nível de competitividade”

Hulkenberg pontuou em três provas até aqui

Nico Hulkneberg vem de duas corridas seguidas nos pontos, sendo que o oitavo lugar no GP de Mônaco foi seu melhor resultado até agora na temporada. Mesmo com o bom resultado, no entanto, o alemão lamenta ter sido superado pelo companheiro Paul Di Resta, que largou quatro posições atrás.

“Acho que pela ótica da equipe podemos ficar felizes, porque pontuamos bem. Preferia ter terminado em sétimo, mas foi um clássico exemplo de como em Mônaco, ao parar um pouco antes, pode-se sair no tráfego. Paul teve pista livre e voltou na frente, mas, de qualquer maneira, foi uma boa performance da equipe.”

Largando com supermacios, Hulkenberg viu o companheiro, de macios, ficar mais tempo na pista e lhe ganhar a posição. “Era para a minha estratégia funcionar melhor, mas obviamente com o tráfego as coisas não deram certo.”

Falando sobre a próxima etapa, no Canadá, o alemão reconheceu que não sabe se a Force India continuará forte.

“É um bom circuito e gosto de visitar o Canadá. Fiz o treino de sexta-feira ano passado e em 2010, na Williams, meu ritmo foi bom. Gosto de pilotar lá, então estou ansioso, mas não faço ideia do nosso nível de competitividade.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Nico Hulkenberg
Tipo de artigo Últimas notícias