Nico Rosberg aposta na força de seu motor Mercedes em Monza

Amante do traçado italiano, o filho do ex-campeão mundial de Fórmula 1 Keke Rosberg se diz confiante para as retas do GP

Em uma pista onde a força do motor vale muito, o alemão Nico Rosberg está confiante de que poderá se dar bem durante o Grande Prêmio da Itália, palco da corrida deste fim de semana, no velocíssimo circuito histórico de Monza.

Falando ao TotalRace, Rosberg coloca a responsabilidade em cima de seu motor e diz que - assim como a grande maioria das equipes - terá um carro praticamente novo para a prova de Monza, já que as características de pouca pressão aerodinâmica para ganhar velocidade em reta predominam.

"Tenho o motor de Mercedes atrás, então não teremos nenhum problema", brincou o alemão companheiro de Michael Schumacher. "Certamente todas as equipes terão um carro especial, com uma aerodinâmica diferente, então é possível que possamos ir um pouco melhor do que Spa, o que não lá muito difícil, já que ficamos muito atrás. No geral, estou otimista", disse Nico, se referindo ao GP da Bélgica, no qual classificou-se somente em 18º (largou em 23º após punição por troca de câmbio) e chegou apenas na 11ª colocação.

Rosberg destacou a motivação extra em correr em Monza, de ver os torcedores apaixonados nas arquibancadas e de andar em um traçado tão desafiador.

"É muito especial correr aqui. Os tifosi criam uma atmosfera fantástica. Seria ótimo poder ganhar em um circuito com tanta história, já que acontecem corridas aqui há muitos anos [primeira em 1922]. É um circuito pouco usual, pois suas retas são muito rápidas e o carro carrega pouca carga aerodinâmica, o que faz das curvas um desafio. É muito mais difícil controlar o carro, mas eu gosto muito", finalizou Rosberg.

Nico Rosberg, no GP da Itália de 2011, largou em nono e bateu ainda na primeira volta.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Itália
Pilotos Nico Rosberg
Tipo de artigo Últimas notícias