Niki Lauda desconversa sobre polêmica com a Ferrari

Tricampeão da Fórmula 1 reconhece a importância da escuderia italiana em sua carreira, mas não explicou o caso muito bem.

Na última semana, Toto Wolff, chefe da Mercedes, pediu desculpas em nome da equipe e de Niki Lauda, sobre as declarações do austríaco após o GP da Grã-Bretanha. Naquele momento, Lauda sugeriu que os italianos da Ferrari eram melhores fazendo espaguete do que carros.

Mas o assunto não parou por aí. Lauda deu a entender que a polêmica foi desnecessária: "Os italianos sabem que a Ferrari está e sempre estará em primeiro lugar no meu coração", disse ao jornal suíço, Blick.

"Na Ferrari eu passei por tudo: 15 vitórias, dois dos meus três títulos mundiais, tragédias, entre outras coisas. Mais emoções do que isso, impossível. Então o meu respeito por essa companhia sempre será grande", disse.

Explicando o comentário que gerou tanta polêmica, Lauda desconversou: "Tivemos uma das nossas melhores corridas (em Silverstone) e ainda estamos falando sobre coisas tão chatas que aconteceram nela. Isso não está certo."

"Todo mundo na Fórmula 1 ficaria feliz se a Ferrari pudesse reduzir a diferença para nós", finalizou Lauda.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Niki Lauda
Equipes Mercedes
Tipo de artigo Últimas notícias