No geral, nanicas do fim do grid aprovaram seus desempenhos

Marussia completou a prova com ambos os carros e Di Resta marcou um pontinho após figurar no pelotão de trás o tempo todo

Caterham e Marussia gostaram de suas estreias

Em uma prova movimentada e com abandonos, manter-se na pista era um bom negócio. Pensando nisso ambos os pilotos da Marussia fizeram uma prova tranquila, mas chegaram ao final da prova em boas posições: 14º para Glock e 15º para Pic.

Outro que teve o que comemorar foi Paul Di Resta, que angariou várias posições na última volta em virtude do caos que o acidente de Pastor Maldonado provocou e chegou em décimo.

Mas nem tudo foram flores para a turma do pelotão do fundo. Ambas as Caterham abandonaram e Hulkenberg foi acertado logo na primeira curva. E claro, tivemos a HRT, que sequer largou para a prova deste domingo.

Confira  o que cada piloto falou de suas atuações:

Paul Di Resta, Force India - 10º: "É sempre bom começar a temporada marcando ponto, mas isso não me parecia muito promissor até as últimas voltas, quando meu engenheiro me disse que eu estava alcançando alguns pilotos à minha frente. Felizmente eu tinha guardado bastante KERS para a última curva, o que me ajudou a conseguir um resultado. Venci Vergne na linha de chegada por um décimo. Foi uma volta final bem emocionante. Foi uma boa maneira de começar a temporada, mas é claro que temos muito trabalho a fazer."

Timo Glock, Marussia - 14º: "Foi uma grande corrida para a equipe e uma grande recompensa por todo o trabalho duro e pressão que enfrentamos nesses últimos meses. O carro estava muito consistente e terminar o dia em 14º é gratificante. Esse foi um começo importante para nós no Campeonato de Construtores. O carro me deu um presente de aniversário, com certeza e eu vou aproveitar isso agora, mas amanhã o trabalho duro começa novamente. Mas sem dúvida foi um grande começo."

Charles Pic, Marussia - 15º: "Estou muito feliz com minha primeira corrida e por nossa equipe ter tido essa estreia tão boa. Tudo foi bastante positivo durante a corrida. Tive alguns problemas no início e depois um problema de pressão de óleo e recolhemos. Foi uma pena eu não receber a bandeirada quadriculada, mas estou feliz para terminar a corrida em 15º depois das dificuldades da pré-temporada. Há ainda muito trabalho para nós e mais para vir de mim e do carro, mas temos um monte de informações coletadas no fim de semana que irão nos ajudar a preparar para o GP Malásia semana que vem."

Heikki Kovalainen, Caterham - abandonou: "Tanto eu como Vitaly tivemos que evitar os problemas da curva 1 e por isso perdi um pouco de tempo atrás de Glock, mas conseguiu ultrapassá-lo rapidamente e, em seguida, começamos a mostrar bom ritmo, o suficiente para aproximar dos carros à frente. Perdi o DRS por volta da volta seis e tive que desligar o KERS logo na largada, mas mesmo assim éramos competitivos. Ambas as paradas foram O.K., mas depois eu senti o carro começar a puxar à esquerda quando freava, por isso tive que trazer o carro para os boxes. Parece ser um problema na suspensão dianteira esquerda que estava causando o desequilíbrio. Estou certo de que podemos resolver os dois problemas para que na próxima semana nós comecemos a dar um passo à frente. Hoje não foi ruim, apenas um daqueles dias."

Vitaly Petrov, Caterham - abandonou: Eu estava tendo uma corrida fantástica hoje. Foi uma pena que tive que abandonar. Até o ponto tudo estava indo exatamente como o planejado. A equipe fez um grande trabalho para me ajudar a passar Heikki na primeira parada e eu estava pegando Senna e Massa. Sentia o carro muito bem equilibrado. Eu estava administrando bem os pneus e isso se mostrou definitivamente o tipo de ritmo que pode trazer recompensas nesta temporada. Vamos seguir em frente na Malásia onde sabemos que podemos desempenhar um ritmo forte."

Nico Hulkenberg, Force India - abandonou: "Parece que eu não tenho muita sorte em Albert Park. Minha primeira corrida aqui em 2010 durou menos de uma volta. Hoje foi uma repetição do que eu tinha vivido antes. Fui atropelado quando fazia a primeira curva na primeira volta. Foi uma pena, pois eu tinha feito uma grande largada. Tive um pneu furado e uma suspensão danificada, por isso a minha corrida acabou. Essas coisas acontecem quando 22 carros estão lutando entrar em uma curva apertada em primeiro lugar, mas é realmente frustrante perder tudo depois de uma sessão qualificatória tão boa. Agora tenho o prazo de cinco dias para me recuperar e superar minha decepção."

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Austrália
Pilotos Heikki Kovalainen , Paul di Resta , Timo Glock , Vitaly Petrov , Nico Hulkenberg , Charles Pic
Tipo de artigo Últimas notícias