Nos pontos há 14 GPs, Alonso não confia em maré de bons resultados

Espanhol diz que é líder por falhas dos demais e pede que Ferrari melhore o carro para poder lutar pelo tricampeonato

Alonso tem 3 pontos de vantagem na ponta

Líder, pero no mucho. Fernando Alonso é o primeiro a admitir que a Ferrari precisa melhorar para lhe dar a chance de lutar, de fato, pelo tricampeonato. O espanhol acredita que a atual primeira colocação no mundial é resultado da falha dos rivais, mas alerta que sua boa sequência também pode acabar.

“Precisamos de mais velocidade [para lutar pelo título]. Estamos na frente no campeonato, mas por algumas casualidades, porque não falhamos em nenhuma corrida, enquanto os outros tiveram alguns problemas e aproveitamos. Salvamos as primeiras corridas e fizemos mais pontos do que pensávamos ser possível mas, para lutar sabemos que precisamos melhorar”, afirmou em entrevista acompanhada pelo TotalRace.

Alonso revelou que a Ferrari leva ao Canadá diversas melhorias, mas não sabe o quanto elas vão ajudar no rendimento.

“Temos uma boa quantidade de peças para provar, tanto no carro de Felipe, quanto no meu, e veremos quantas dessas peças poderemos aproveitar no sábado e no domingo. Não há um número de décimos que achamos que iremos melhorar.”

O espanhol terminou 30 das últimas 31 corridas, desde o GP da Itália de 2010, nos pontos. A única prova que abandonou neste período foi justamente no Canadá, ano passado.

“Sabemos que as sequências se acabam – as boas e as ruins. Não creio também que tenho uma sequência boa, pois fui nono na China e no Bahrein [foi sétimo na prova árabe]. A confiabilidade é boa, mas em termos de sorte acho que nos falta um pouco. Vettel, por exemplo, na última corrida, poderia ter sido acertado pelo acidente com Grosjean, depois escapou de punição. Ou seja, alguns têm mais sorte do que nós.”  

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP do Canadá
Pilotos Fernando Alonso
Tipo de artigo Últimas notícias