Novo diretor comercial da F1 traça plano em quatro áreas

Sean Bratches falou pela primeira vez com imprensa como um dos comandantes da categoria e traçou prioridades para o esporte

Sean Bratches, ex-executivo da ESPN, foi nomeado diretor comercial da F1 para trabalhar com o CEO, Chase Carey e o diretor executivo Ross Brawn, que se concentra em assuntos esportivos.

Em sua primeira entrevista desde que assumiu o cargo, Bratches disse à CNN que havia algumas áreas-chave que precisavam ter mais atenção nesta primeira fase em seu novo papel.

"Há quatro coisas reais em que vou me concentrar", disse ele. "Uma é a marca. A marca é o ponto de entrada para qualquer empresa, e nós vamos trabalhar para entender a marca."

"Vamos elevá-la, vai ser prioridade e nos entraremos em novos mercados."

"Isso nos permitirá ter do mercado o que deveríamos, do lado comercial, de patrocinadores, de detentores de direitos e de promotores."

"O segundo é a área digital. Acho que há uma enorme oportunidade para repensar os produtos digitais que a F1 tem hoje e envolver os fãs de maneiras novas e também usar os patrocinadores."

"O terceiro é criar uma abordagem muito mais democrática em termos de como nos aproximamos de nossos parceiros, como equipes, patrocinadores, promotores e detentores de direitos. Há uma grande oportunidade de alavancar a integração dos negócios."

"E a última é a experiência da corrida, que atraia fãs, espectadores no local e na TV. É uma grande oportunidade." 

Impulso comercial

Chase Carey acredita que uma das áreas em que a F1 pode ter um grande crescimento é em termos comerciais, com mais patrocínios e alinhamento com as empresas que querem se envolver com o esporte.

Ele exemplificou na terça-feira que, enquanto ligas como a Major League Baseball têm mais de 80 pessoas trabalhando em aquisição de patrocínio, a F1 tinha apenas uma pessoa.

Bratches concorda que, embora o esporte tenha conseguido grandes feitos, ele é subaproveitado.

"Sem dúvida, é um Super Bowl a cada duas semanas e haverá uma grande ênfase nossa", acrescentou. "Vou passar a maior parte do meu tempo nisso."

"Vamos articular de uma forma muito orientada para um negócio com uma visão de longo prazo, que é focada em uma abordagem estratégica para administrar o negócio."

"Há uma grande oportunidade com uma marca global e do lado comercial, onde estamos."

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias