Novo pneu de chuva não estará pronto para início de 2018

Pirelli precisaria pressionar a FIA para que composto estreie no meio de 2018, já que não será homologado a tempo para GP de abertura da Fórmula 1

Normalmente, as regras impedem o fornecedor oficial de pneus de modificar seus produtos durante uma temporada.

A Pirelli realizou dois testes dedicados aos pneus para piso molhados em 2017, com a Red Bull correndo em Paul Ricard em junho e a McLaren em Magny-Cours em julho - mas, no entanto, teve uma oportunidade limitada de desenvolver seus produtos.

"Vamos manter dois compostos de chuva para 2018", disse Mario Isola, chefe da Pirelli F1. "Nós temos uma versão mais macia e uma versão mais dura, e decidimos para cada evento quais dos dois compostos que queremos levar. Continuaremos com essa abordagem”.

"Estamos desenvolvendo um novo pneu para piso molhado. Nós fizemos alguns testes este ano, mas precisamos fazer algum desenvolvimento antes de trocar o atual”.

"Então, temos algumas ideias que estamos testando - mais do que testes, estamos fazendo algumas simulações. Não é para a próxima temporada, porque temos que homologar o pneu até 1º de dezembro".

Isola espera que, se o pneu for comprovado no decorrer de 2018, a FIA permitirá sua introdução por motivos de segurança.

"Na minha opinião, se acharmos durante a temporada um pneu para clima úmido que seja uma grande melhoria em comparação com o atual, eu pediria a Charlie [Whiting] que considerasse a introdução de um novo pneu para piso molhado durante a temporada”.

"Para mim, é um absurdo que, se você tiver um produto melhor disponível para o molhado, que é uma questão de segurança e assim por diante, por que não devemos apresentá-lo, considerando que, no final do dia, todas as equipes têm a mesmo problema? Não estamos fazendo um pneu especial para ninguém”.

"Eu posso entender a regra para o pneu slick, no pneu para seco, porque você pode mudar o equilíbrio dentro do campeonato, pode dar uma vantagem para uma equipe ou outra”.

"Mas se estamos falando de pneus de chuva ou intermediários, o que não usamos muito frequentemente durante a temporada, se tivermos uma melhoria real, devemos pelo menos perguntar, e então veremos o que acontece".

Protótipo dos intermediários

Sean Gelael, Scuderia Toro Rosso STR12
Sean Gelael, Scuderia Toro Rosso STR12

Photo by: Sam Bloxham / LAT Images

A Pirelli pôde testar um pneu protótipo intermediário para 2018 "preto" no TL1 no GP dos EUA, embora a pista tenha secado rapidamente. 

A empresa esperava correr mais com ele no Brasil, e protótipos foram montados para todos os carros em antecipação à chuva. No entanto, a sexta-feira acabou seca - então os pneus tiveram que ser descartados. 

"Nós fomos capazes de testar os novos intermediários em Austin", disse Isola. "É um composto mais suave, mas a mesma construção”. 

"Foi em condições secas, portanto, não realmente em uma pista molhada. O resultado foi, digamos, de acordo com nossas expectativas - o aquecimento foi melhor, a aderência foi melhor, mas o resultado é que o composto é muito mais suave do que nós estávamos esperando”. 

"A diferença entre o intermediário atual e o protótipo é maior do que o que esperamos”. 

"No México, decidimos não ajustar o pneu porque não havia chance de chuva na sexta-feira. Nós montamos o pneu [no Brasil], mas infelizmente o TL1 e o TL2 aconteceram no seco".

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias