Novo regulamento motivaria Newey a se dedicar à F1, diz chefe da Red Bull

Projetista inglês se queixa com frequência das regras atuais. Horner ainda o vê apaixonado pela categoria

Especialista na parte aerodinâmica dos carros, Adrian Newey é considerado um dos melhores projetistas de todos os tempos da Fórmula 1. De suas mãos, saíram máquinas como as Williams de Ayrton Senna, Alain Prost e Nigel Mansell, a McLaren de Mika Hakkinen e a Red Bull de Sebastian Vettel. No total, o engenheiro inglês tem participação em dez títulos mundiais. O belo histórico no automobilismo contrasta com o desânimo de Newey com a Fórmula 1. Cada vez mais frustrado com os novos regulamentos do esporte – mais focados nos motores –, ele procurou se distanciar das pistas nos últimos tempos.
 
[publicidade]O afastamento pode não ser definitivo. Christian Horner, chefe da Red Bull, acredita que uma revolução no regulamento a partir de 2017 seria suficiente para que Newey voltasse à Fórmula 1 em tempo integral. Ele diz que ainda vê o projetista "muito motivado" para participar ativamente da categoria.
 
"Se os regulamentos mudarem e se tornarem um pouco mais abertos e mais atraentes, talvez isso aguce o apetite dele", opinou o chefe da Red Bull.  "No fundo, ele é muito apaixonado pela Fórmula 1 e extremamente competitivo".
 
Newey marcou presença na primeira bateria de testes da pré-temporada, em Jerez de la Frontera, e expressou novamente sua frustração com a forma como os motores se tornaram decisivos. Ele repetia que "a Fórmula 1 deve ser uma mistura do piloto, do chassi e do motor".
Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias