Números: a Mercedes foi a mais dominante da história da F1?

compartilhar
comentários
Números: a Mercedes foi a mais dominante da história da F1?
Jamie Klein
Por: Jamie Klein
5 de dez de 2015 12:39

Talvez não foi a melhor temporada para se assistir, mas o 2015 da Mercedes foi certamente o mais dominante da F1. Mergulhamos nos livros de recordes da categoria para comparar com outras campanhas

Classificação

Apenas em uma oportunidade, em Cingapura, que as "Flechas de Prata" não ficaram com a pole position, assim como em 2014 e com a Red Bull de 2011. Em números de dobradinhas na primeira fila, a equipe não conseguiu se garantir na Malásia, Bahrein, Monza e, é claro, Cingapura, fazendo o 1-2 em 15, das 19 oportunidades.

Isso significa que o seu próprio recorde de 2014 foi superado, quando 14, das 19 etapas começaram com os dois carros na frente. Além disso, a Mercedes está à frente, em termos percentuais da McLaren de 1988 e Williams de 1993.

Melhores porcentagens de pole positions:

AnoEquipePilotosDobradinhas/ProvasPorcentagem
2015 Mercedes

Lewis Hamilton

Nico Rosberg

15/19 78.9%
1988 McLaren

Ayrton Senna

Alain Prost

12/16 75.0%
1992 Williams

Nigel Mansell

Riccardo Patrese

12/16 75.0%
2014 Mercedes

Lewis Hamilton

Nico Rosberg

14/19 73.7%
1989 McLaren

Ayrton Senna

Alain Prost

11/16 68.8%

Uma estatística em que a Williams segue dominando é a da média de tempo à frente do primeiro competidor de outra equipe. A dupla de 1992, Nigel Mansell e Riccardo Patrese teve a média de 1s167. Em seguida aparece a MacLaren de 1988, com 1s080. A Mercedes de 2015 não figura entre os cinco primeiros, com "apenas" 0s604.

Melhores margens em tempo de qualificação:

AnoEquipePilotosPolesMédia de tempo
1992 Williams

Nigel Mansell

Riccardo Patrese

15/16 1.167 s
1988 McLaren

Ayrton Senna

Alain Prost

15/16 1.080 s
1993 Williams

Alain Prost

Damon Hill

15/16 1.078 s
1989 McLaren

Ayrton Senna

Alain Prost

15/16 1.053 s
2014 Mercedes

Lewis Hamilton

Nico Rosberg

18/19 0.622 s

Corridas

Se em 1988 a dupla Ayrton Senna e Alain Prost teve 15 vitórias em 16 provas, quando o assunto é "dobradinha", a Mercedes de 2015 leva a melhor. Foram 12, de 19 possíveis. Ela supera pela porcentagem a McLaren de 1988, que conseguiu 10 de 16 provas.

Melhores média de dobradinhas:

AnoEquipePilotosDobradinhasPorcentagem
2015 Mercedes Lewis Hamilton

Nico Rosberg

12/19 63.2%
1988 McLaren

Ayrton Senna

Alain Prost

10/16 62.5%
2014 Mercedes Lewis Hamilton

Nico Rosberg

11/19 57.9%
2002 Ferrari

Michael Schumacher

Rubens Barrichello

9/17 52.9%
2004 Ferrari Michael Schumacher

Rubens Barrichello

8/18 44.4%

Pódios

Lewis Hamilton e Nico Rosberg compareceram ao pódio em 32, das 38 possíveis, quebrando assim a marca do ano passado, quando a dupla estourou champanhe por 31 vezes. A dupla da Ferrari de 2002 e 2004, Michael Schumacher e Rubens Barrichello são os casos mais próximos.

Maior número de pódios em uma temporada por percentagem:

AnoEquipePilotosPódiosPorcentagem
2015 Mercedes Lewis Hamilton

Nico Rosberg

32/38 84.2%
2014 Mercedes Lewis Hamilton

Nico Rosberg

31/38 81.6%
2004 Ferrari Michael Schumacher

Rubens Barrichello

29/36 80.6%
2002 Ferrari Michael Schumacher

Rubens Barrichello

27/34 79.4%
1988 McLaren

Ayrton Senna

Alain Prost

25/32 78.1%

Pontos

Os vários sistemas de pontuação que a F1 já adotou faria a simples soma de pontos ficar sem sentido. Então, novamente, utilizamos a porcentagem para avaliar quão efetiva a Mercedes foi em 2015. E novamente ela superou todas as outras duplas históricas da F1, incluindo ela mesma em 2014 e Senna/Prost de 1988.

 

Melhores porcentagens do mundial de construtores:

AnoEquipePilotosPontosPorcentagem
2015 Mercedes  Lewis Hamilton

 Nico Rosberg

703/817 86.0%
1988 McLaren

 Ayrton Senna

 Alain Prost

199/240 82.9%
2014 Mercedes  Lewis Hamilton

 Nico Rosberg

701/860 81.5%
2002 Ferrari  Michael Schumacher

 Rubens Barrichello

221/272 81.3%
2004 Ferrari  Michael Schumacher

 Rubens Barrichello

262/324 80.9%
Próxima Fórmula 1 matéria
Hamilton recebe troféu do tri, mas Verstappen rouba cena

Previous article

Hamilton recebe troféu do tri, mas Verstappen rouba cena

Next article

"Jovens podem fazer bonito na F1", diz piloto da Red Bull

"Jovens podem fazer bonito na F1", diz piloto da Red Bull
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Pilotos Lewis Hamilton Shop Now , Nico Rosberg Shop Now
Equipes Mercedes Shop Now
Autor Jamie Klein
Tipo de matéria Análise