"O carro estava melhor que esperávamos", diz Vettel

Mesmo vencendo com quase 17s de vantagem para Alonso, alemão reconhece que poderia ter sido mais rápido

Passar Lewis Hamilton, controlar o ritmo e torcer para que a chuva não viesse. Essa foi a tarde de domingo para Sebastian Vettel no GP da Bélgica. Superando o pole position ainda na primeira volta, o alemão não foi incomodado em nenhum momento pelos rivais – e revelou que não precisou tirar tudo do carro para vencer com 16s8 de vantagem para Fernando Alonso e aumentar a folga na ponta do campeonato para 46 pontos.

“Foi uma corrida fantástica. Logo na primeira volta, consegui chegar no Lewis e o ritmo depois disso foi sensacional. A partir daí, conseguimos controlar a corrida. Temíamos a chuva, mas ela não veio. Então não poderia ter sido melhor, queria agradecer a equipe e a Renault”, afirmou o tricampeão, que destacou a ultrapassagem sobre o inglês como o ponto mais importante de sua prova.

“Foi crucial e funcionou muito bem. Eu tinha o vácuo na Eau Rouge e ainda sobrou um pouco de Kers para passá-lo na reta. Eu estive nesta mesma posição há dois anos, quando Nico me passou por fora, e desta vez foi invertido. Foi importante para que pudéssemos mostrar a velocidade do carro.”

“O carro estava muito melhor que esperávamos antes da corrida, então tínhamos ritmo no bolso. Gostei muito da prova. Como não chovei, não houve decisões críticas a serem tomadas. Mas claro que eu não estava de férias, eu estava forçando. E acho que, nesta pista, quando você entra no ritmo, é melhor não diminuir para não tirar uma soneca e cometer um erro.”

Para a próxima etapa, na Itália, Vettel não acredita que a Red Bull será tão dominante, uma vez que é o traçado de menor pressão aerodinâmica do calendário. “Não esperamos ser tão fortes em Monza, mas veremos.”

E a Red Bull poderia até ter tentado uma dobradinha, caso Mark Webber mais uma vez não perdesse posições na largada. O australiano saiu em segundo, mas logo caiu pra sexto. Segundo ele, a largada ruim foi devido a uma preocupação com a embreagem. “Nossos dois ensaios de largada antes da corrida não foram bons, então ficamos com uma preocupação em relação à embreagem, com um pé atrás. Tentei o melhor, mas acabei ficando sem a linha ideal e isso custou algumas posições”, contou o piloto.

“A partir daí foi um bola de neve, pois passamos a usar mais os pneus, tentando recuperar as posições”, completou Webber, que terminou na 5ª colocação e agora soma 115 pontos no campeonato.
 

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Bélgica
Pilotos Sebastian Vettel
Tipo de artigo Últimas notícias