Ocon segue com mesmo motor da Espanha após problemas

Questão enfrentada pelo francês em Barcelona foi relacionada a sistema de óleo da unidade alemã

Esteban Ocon não deverá precisar de um novo motor para o GP de Mônaco após seu abandono na Espanha ter sido atribuído a um problema no sistema de óleo.

Ocon estava a caminho de marcar pontos em Barcelona antes de um pit stop ruim da Force India. Mais tarde, o carro do francês fumou e parou na pista.

A Force India não tinha certeza de qual havia sido o problema depois da corrida, mas as primeiras informações e o relato da equipe de que muito óleo havia sido derrubado sugeriam que poderia ser uma falha do motor de combustão interna.

No entanto, o problema foi atribuído a uma falha no sistema de óleo, e acredita-se que a proteção do software tenha evitado danos ao motor.

Isso significa que Ocon deve poder continuar com o mesmo motor em Mônaco para a sexta corrida do ano.

Isso o manteria no programa regular sem penalidades, usando apenas três motores de combustão interna para a temporada de 21 corridas.

Isso significa que a Mercedes ainda é a única fabricante de motores a não arquivar nenhuma unidade neste ano.

Daniel Ricciardo, da Red Bull, sofreu um estouro espetacular em sue motor Renault na China, enquanto a Toro Rosso deu a Brendon Hartley um conjunto completo de novos componentes da Honda após o acidente no TL3 da GP de Espanha.

A mudança de Hartley veio após a Ferrari trocar o motor de Kimi Raikkonen após o treino de sexta-feira.

Raikkonen sofreu outro problema relacionado ao motor na corrida, mas, assim como Ocon, deve evitar uma nova troca para a corrida deste fim de semana em Mônaco.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Esteban Ocon
Equipes Force India
Tipo de artigo Últimas notícias