Organizadores já pensam em um Grande Prêmio do México em 2014

Vice-presidente da FIA apoia candidatura do país à vaga, mas, primeiro, país terá que desembolsar US$ 50 mi para obras e taxas

GP do México de 1986

Palco de muitas disputas na história da Fórmula 1, o Autódromo Hermanos Rodriguez, na Cidade do México, México, junto com governantes locais e integrantes da Federação Internacional de Automobilismo (FIA), estão lutando para que o Grande Prêmio do México volte a ser disputado - e na histórica e reformada pista da capital.

"Nós temos planos para melhorar o Autódromo Hermanos Rodriguez e, após isso, a Fórmula 1 poderá voltar em 2014", disse José Abed, vice-presidente da FIA e ex-promotor das corridas de 1986 a 1992, à mídia local.

O investimento que tem que se fazer, segundo Abed, gira em torno da casa dos US$ 50 milhões, mais de R$ 100 milhões. "O investimento em pista é algo em torno de US$ 20 milhões e o valor para sediar uma prova fica na casa dos US$ 30 milhões", completou.

Nesta temporada da Fórmula 1 o México retorna a contar com dois pilotos no grid: Sergio Perez pilotará uma McLaren e Esteban Gutierrez uma Sauber.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias