"Os comissários têm de deixar os pilotos correrem", defende ex-campeão

Para Mario Andretti, punições são abusivas e poderiam ser evitadas pois pilotos "sabem quem errou"

Assim como muitos fãs da Fórmula 1, o campeão de 1978, Mario Andretti, acredita que os comissários deveriam evitar punições aos pilotos durante as corridas. O norte-americano defende que manobras mais agressivas, como a de Michael Schumacher contra Rubens Barrichello no GP da Hungria de 2010, deveriam ser penalizadas de maneira severa, mas afirmou que os demais incidentes sequer merecem investigação.

[publicidade] “Neste nível eu realmente odeio quando os comissários se envolvem muito nessas situações que eles chamam de contato evitável. Esses caras são os melhores. Deixe-os correr. Se houver um erro e um toque… ninguém quer um toque”, afirmou o ex-piloto.

“Perez e Massa no Canadá? Deixe-os resolver. Acredite, os pilotos sabem quem errou, quem tem mais culpa, então deixem que eles resolvam entre eles na reunião. Nas categorias menores, você precisa de mais disciplina, mas neste nível acho que os comissários deveriam evitar punições a não ser que seja algo muito, muito ruim.”
Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias