“Os novos carros funcionam bem em qualquer pista”, reconhece Hülkenberg

Após dúvidas antes do GP de Mônaco, alemão disse que experiência do final de semana com os motores turbo foi positiva

Com mais um Top 5 neste ano, Nico Hülkenberg assumiu a quinta posição no campeonato, à frente de Sebastian Vettel. O piloto da Force India reconheceu o esforço feito ontem, quando, segundo ele, chegou mais longe do que poderia com o carro que tinha.

“Diria que definitivamente demos um soco acima do nosso peso. Eu acho que as McLarens estavam um pouco mais rápidas, mas você também tem que ser capaz de chegar, foi o que fizemos. Definitivamente foi uma corrida difícil, e a posição é uma recompensa doce extra para a equipe e para mim”, disse ao site oficial da Fórmula 1.

O alemão também falou sobre a bela ultrapassagem que fez sobre Kevin Magnussen. “Eu agarrei a minha oportunidade. Eu acho que ele teve que deixar a Toro Rosso passar porque ele tinha passado antes do Safety Car sair da pista. Foi aí que ele, obviamente, perdeu força e eu tive a chance de enfiar o carro na curva oito. Honestamente, eu não tinha certeza se iria dar certo, só tentei. Meu coração disparou naquele momento, me vi sem a asa dianteira brevemente, mas no final eu ganhei o lugar.”

“Às vezes, você tem que correr riscos – riscos calculados, não riscos estúpidos. Em uma pista como esta, onde as ultrapassagens são quase impossíveis, esta ultrapassagem foi a cereja no topo do meu bolo nesta tarde.”

Perguntado sobre como seu carro reagia no fim da prova e das diferenças em correr com o motor turbo no principado, Hülk foi otimista. “Foi bom. Não há grande diferença para os carros de 2013 até as últimas 20 voltas, quando meus pneus traseiros ficaram ruins. Esses novos carros funcionam bem em qualquer tipo de pista, o que é uma boa notícia.”
Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias