Otimista, Ricciardo vê Red Bull como segunda força na Hungria

Piloto australiano e companheiro Daniil Kvyat se colocam entre as duas Mercedes no treino disputado à tarde

A Red Bull surpreendeu no primeiro dia de treinos para o GP da Hungria. O time austríaco conseguiu dividir as duas Mercedes com seus dois carros na segunda sessão. Daniil Kvyat ficou em segundo e Daniel Ricciardo em terceiro, a 0.351s e 0.502s do melhor tempo do treino, marcado por Lewis Hamilton.

Com isso, o australiano se confessou otimista após os treinamentos. É importante ressaltar que o motor estourado por Ricciardo, que trouxe a bandeira vermelha ao segundo treino livre, era uma unidade antiga já em desuso, o que não fará com que o australiano leve punições no grid de largada.

"Acho que foi um bom dia. Uma das melhores sextas-feiras", disse Ricciardo em Hungaroring. "Nós parecemos mais competitivos. No geral, acho que foi um bom dia para os dois carros.”

"Espero que possamos ficar onde estamos. Acredito que Rosberg vá estar na nossa frente, mas se pudermos ser o segundo melhor time seria ótimo. Teria sido bom terminar a sessão feliz com o ritmo do carro com bastante combustível, mas, mesmo assim, parece que estamos no caminho certo."

O australiano reiterou que a performance de hoje foi muito boa, independentemente do que Mercedes fizer na classificação de amanhã.

"Talvez eles estejam mais fortes, mas por hoje acho que tivemos um bom desempenho. Temos algumas atualizações aqui e sabemos que este circuito combina com o nosso carro mais do que a maioria dos outros.”

"Dizendo isso, podemos ver que estamos muito perto da Mercedes. Vamos ver como eles vão amanhã. Talvez eles tenham andado com um pouco mais de combustível hoje, mas em long run eu estava muito bem antes do problema no motor."

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Hungria
Pista Hungaroring
Pilotos Daniel Ricciardo
Equipes Red Bull Racing
Tipo de artigo Últimas notícias