Para Alonso, Ferrari deve sair ganhando com fim do difusor soprado

Espanhol afirma que não sabe o quanto a mudança no regulamento para 2012 afetará rivais, mas vê Ferrari atrás no quesito

Alonso reconhece que difusor da Ferrari não é tão eficiente

Uma das esperanças da Ferrari para o ano que vem é que a única mudança significativa nas regras técnicas, a proibição do difusor soprado, possa igualar os carros da ponta. É isso o que espera Fernando Alonso, ainda que não saiba dizer se Red Bull ou McLaren serão particularmente atingidos pela mudança.

“Para o ano que vem, estão proibidos os escapamentos direcionados ao difusor e os mapas de motor, digamos, extremos. Não sei se isso é bom ou ruim para alguma equipe em particular.”

No entanto, o espanhol sabe que a Ferrari tem uma deficiência nesse quesito, o que ficou claro após sua vitória no GP da Grã-Bretanha, única prova do ano em que se correu sem o efeito dos escapamentos quando os pilotos tiravam o pé do acelerador.

“O que está claro é que, para nós, não fará mal porque é difícil imaginar que se possa se aproveitar disso mais do que eles [Red Bull]. Ou seja, tirar algo [das regras] como isso só pode nos beneficiar.”

Um bom exemplo da perda do 150º Italia, de acordo com o piloto da Ferrari, foi o mau rendimento no último setor da pista da Índia.

“Na Índia, foi um pouco estranho analisar os setores em separado, porque perdíamos muito tempo somente nas duas curvas finais, mas sabíamos que ali o difusor soprado era muito importante para o tempo de volta.”

(colaborou Luis Fernando Ramos) 

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Fernando Alonso
Tipo de artigo Últimas notícias