Para chefe da McLaren, banimento de suspensão interligada é surpreendente

Segundo Eric Boullier, a maioria do times usa o sistema de suspensões FRIC; Proibição visa frear Mercedes

A nova polêmica da Fórmula 1 tomou conta do último final de semana em Silverstone. A FIA promete banir a suspensão FRIC, utilizada pela Mercedes, além de diversas outras equipes na Fórmula 1. A Federação pretende enquadrar o uso da suspensão, que é interligada mecanicamente, no artigo 3.15 do regulamento técnico, que diz que não se pode utilizar qualquer parte móvel na aerodinâmica do carro.

Segundo o site da TV Sky Sports, a FIA deu a oportunidade às equipes de proibir a suspensão interligada após a temporada, mas muitos times preferiram o banimento a partir do GP da Alemanha.

"Isso veio como uma surpresa. Não é baseado em qualquer ação em equipe; é uma ação da FIA e que fomos advertidos no fim de semana de que algo assim poderia acontecer", disse Boullier em uma teleconferência com a McLaren Mercedes na quarta-feira.

"Nós temos essa carta de Charlie Whiting, que é realmente uma diretiva técnica. A maioria das equipes, se não todas as equipes no grid, estão usando este tipo de sistema de suspensão, que está conectada e usa de forma um pouco diferente a dinâmica do veículo.”

"Eu acho que algumas equipes podem ter sido extremas, talvez seja por isso que a FIA esteja questionando a legalidade desse sistema. E no caso da McLaren, estamos muito relaxados para ser honestos. Nós não vemos qualquer problema com isso por nós.”

"Eu não acho que haverá muitos problemas até o resto da temporada. Não gosto quando há uma mudança técnica ou esportiva durante o decorrer da temporada, mas talvez haja alguma razão por trás para isso que a FIA quer fazer."
Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias