Para chefe da Prema, Gasly merece lugar na F1: "está pronto"

Rene Rosin, chefe da Prema, crê que Pierre Gasly já provou que merece um lugar na Fórmula 1; francês foi preterido pela Toro Rosso para a próxima temporada

Pierre Gasly está pronto para a Fórmula 1. Quem diz isso é Rene Rosin, chefe da Prema, time pelo qual o francês conquistou o título da GP2 neste ano. Na segunda temporada completa na categoria, o francês superou Antonio Giovinazzi, companheiro de equipe, para conquistar a taça na etapa final, em Abu Dhabi.

Mesmo com o título, Gasly - integrante do programa de pilotos da Red Bull - não foi promovido para a F1. A marca de bebidas energéticas manteve os mesmos pilotos tanto no time austríaco quanto na Toro Rosso, deixando o francês sem lugar na categoria no próximo ano, o que deixou o chefe da Prema decepcionado.

"Para mim, ele está pronto para a F1, ele merece um assento na F1. Infelizmente, a Red Bull seguiu com Daniil Kvyat e Carlos Sainz Jr. na Toro Rosso. Mas ele está pronto, eu gostaria de vê-lo em uma categoria grande o mais breve possível", disse Rosin ao Motorsport.com.

A Red Bull conseguiu um lugar para Gasly na Super Fórmula - para Rosin, o francês deve aproveitar todas as chances de ter tempo de pista em corridas no próximo ano.

"Ele deve continuar dando o máximo, como sempre faz. Se tiver uma chance de pilotar onde quer que seja, ele deve aproveitar e se manter em forma para provar para o pessoal da Red Bull que ele é a pessoa certa", afirmou.

"Ele é capaz, é uma pessoa que sabe trabalhar em grupo e que dá duro dentro da equipe para que tudo saia bem. Gasly fez um grande trabalho nesta temporada", completou.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1 , FIA F2
Pilotos Pierre Gasly
Equipes Red Bull Racing , Prema Powerteam
Tipo de artigo Entrevista