Para chefe da Prema, Gasly merece lugar na F1: "está pronto"

Rene Rosin, chefe da Prema, crê que Pierre Gasly já provou que merece um lugar na Fórmula 1; francês foi preterido pela Toro Rosso para a próxima temporada

Pierre Gasly está pronto para a Fórmula 1. Quem diz isso é Rene Rosin, chefe da Prema, time pelo qual o francês conquistou o título da GP2 neste ano. Na segunda temporada completa na categoria, o francês superou Antonio Giovinazzi, companheiro de equipe, para conquistar a taça na etapa final, em Abu Dhabi.

Mesmo com o título, Gasly - integrante do programa de pilotos da Red Bull - não foi promovido para a F1. A marca de bebidas energéticas manteve os mesmos pilotos tanto no time austríaco quanto na Toro Rosso, deixando o francês sem lugar na categoria no próximo ano, o que deixou o chefe da Prema decepcionado.

"Para mim, ele está pronto para a F1, ele merece um assento na F1. Infelizmente, a Red Bull seguiu com Daniil Kvyat e Carlos Sainz Jr. na Toro Rosso. Mas ele está pronto, eu gostaria de vê-lo em uma categoria grande o mais breve possível", disse Rosin ao Motorsport.com.

A Red Bull conseguiu um lugar para Gasly na Super Fórmula - para Rosin, o francês deve aproveitar todas as chances de ter tempo de pista em corridas no próximo ano.

"Ele deve continuar dando o máximo, como sempre faz. Se tiver uma chance de pilotar onde quer que seja, ele deve aproveitar e se manter em forma para provar para o pessoal da Red Bull que ele é a pessoa certa", afirmou.

"Ele é capaz, é uma pessoa que sabe trabalhar em grupo e que dá duro dentro da equipe para que tudo saia bem. Gasly fez um grande trabalho nesta temporada", completou.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1 , GP2
Pilotos Pierre Gasly
Equipes Red Bull Racing , Prema Powerteam
Tipo de artigo Entrevista