Para chefe da Red Bull, Webber terminou carreira por cima

Christian Horner vê decisão inteligente do australiano ao sair da categoria ainda disputando a ponta das corridas

Doze temporadas depois, o australiano Mark Webber terminou sua careira na Fórmula 1 no GP do Brasil do último domingo. Para seu chefe na Red Bull, Christian Horner, o piloto terminou em grande estilo, apesar de ter se tornado o primeiro companheiro de equipe de campeão a não chegar a vencer ao menos uma corrida desde 2001.

Horner defende que o melhor para ele foi terminar a carreira com um carro de ponta. "Foi fantástico para Mark terminar sua carreira na Fórmula 1 com um carro forte", disse.

"Eu até falei a ele antes do pódio, 'você tem certeza que quer se aposentar, com aquela ultrapassagem impressionante por fora do Lewis [Hamilton]?'”, contou. “Mas esse é um ótimo momento para ele sair, enquanto ele ainda está no topo. Ele cresceu desde que ele entrou aqui e foi ótimo ver o sucesso que ele alcançou.”

Christian reconheceu que Webber tinha velocidade, mas não era tão rápido quanto Vettel. "Ele tem desempenhado uma parte grande em nossos quatro títulos mundiais de construtores, e desenvolvendo o carro. Adrian [Newey] e todos tiveram prazer em trabalhar com ele.”

"Foi azar para ele ter um companheiro de equipe chamado Sebastian Vettel, mas acho que o jeito que ele terminou sua carreira F-1 - você vê tantos saindo com um pouco depois da hora - mostra que ele ainda está no topo do jogo e sai em grande estilo", afirmou. “As pessoas subestimam o quanto Sebastian é bom.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Mark Webber
Tipo de artigo Últimas notícias