Para Ecclestone, corrida no Bahrein continuará acontecendo

Apesar da instabilidade política na região, dirigente reitera sua posição polêmica sobre o Grande Prêmio em Sakhir

Jean Todt, Zayed Rashed Al Zayani e Ecclestone no grid antes da largada

O presidente da Formula One Management (empresa que detém os direitos comerciais da F1), Bernie Ecclestone, disse estar convencido de que o GP do Bahrein poderá continuar acontecendo nos próximos anos. Mesmo tendo cancelado a corrida no ano passado, o dirigente disse não ter dúvidas sobre o seu futuro.

Perguntado pela agência Reuters se a F-1 poderia continuar indo ao Bahrein, Bernie respondeu: “Com certeza, para sempre, sem problemas”.  

O final de semana aconteceu sem ocorrências no autódromo e em seu entorno. Porém, o maior problema foi longe do circuito, quando mecânicos da Force India estiveram no  e um coquetel molotov foi jogado perto do carro que os profissionais usavam para se deslocar da pista ao hotel, na quinta-feira.

Mesmo assim, Ecclestone se mostrou positivo quanto ao futuro do país recebendo a F-1, mesmo com os protestos e a instabilidade política na região. "Eu acho que é bom, porque as pessoas falam sobre as coisas, entende? Você sabe o que eles dizem, não há nada como má publicidade".

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP do Bahrein
Tipo de artigo Últimas notícias