Para espantar má fase, Hamilton quer liderar até treino livre

compartilhar
comentários
Para espantar má fase, Hamilton quer liderar até treino livre
Por: Felipe Motta
14 de out de 2011 06:48

Quem garante é Martin Whitmarsh, chefe da McLaren, que não vê motivos para dores de cabeça pela fase de seu piloto

Chefe da McLaren acredita em Hamilton no GP da Coreia do Sul

O momento de Lewis Hamilton está longe do ideal. Para dar a volta por cima, o campeão mundial de 2008 quer estar em primeiro até quando não vale nada. Quem garante é o chefe da McLaren, Martin Whitmarsh, ouvido nesta sexta-feira pela reportagem do TotalRace.

“Ele queria terminar em primeiro hoje. Foi um dia interessante, mas acho que pouco proveitoso e indicativo. O dia foi de pista molhada em fim de semana com previsão de pista seca. Seja quais forem as condições, sempre nos sentimos felizes em terminar à frente, mesmo que seja irrelevante no resto do fim de semana. Lewis queria isso hoje e foi o que ele fez.”

“Tenho certeza que se ele estacionar seu carro amanhã, no parque fechado, em primeiro, estará sorrindo”, diz Whitmarsch, ao ser informado que Hamilton disse que mesmo que vença na Coreia do Sul, não apagará seus erros recentes.

“Faz parte do processo. Lewis é muito honesto com seus sentimentos e as pessoas podem interpretá-lo. Sua meta é vencer a corrida aqui.”

Para muitos o momento difícil vivido por Hamilton está diretamente relacionado à superioridade de Button nas últimas provas. “Acho que Jenson está no melhor de sua forma e fez o melhor que podia também. Sempre há uma competição particular dentro do time e nós encorajamos isso. Acho que é uma situação saudável”, disse Whitmarsh.

Perguntado se a crise de Hamilton é o seu maior problema na atualidade, o dirigente deu de ombros. “Não é minha dor de cabeça. Acho que ambos são pilotos motivados. Se olharmos para trás, podemos lembrar o que as pessoas previam que aconteceria quando Jenson se juntou ao time. Ele mostrou que está melhor do que nunca. Lewis jamais estará feliz em ser batido, seja por Vettel na Red Bull ou por Jenson na McLaren. O dia em que ele estiver numa boa com isso eu começarei a me preocupar. Mas no momento ele está motivado e é capaz de fazer seu trabalho neste fim de semana.”

(Colaborou Luis Fernando Ramos, de Yeongam)

Próxima Fórmula 1 matéria
De cara feia, Hamilton reclama de Webber e Schumacher

Previous article

De cara feia, Hamilton reclama de Webber e Schumacher

Next article

Pilotos da Mercedes têm dia difícil e improdutivo

Pilotos da Mercedes têm dia difícil e improdutivo
Load comments