Para Glock, "Melbourne será uma viagem no desconhecido"

Sem participar dos testes de pré-temporada com o novo carro, pilotos da Marussia preparam-se para estreia dura

Marussia só fez shakedown com carro novo

Sem ter participado de nenhuma sessão de treinos na pré-temporada, a Marussia inicia seu terceiro ano na F-1 totalmente no escuro. Após apenas algumas voltas completadas no shakedown que a equipe realizou no lançamento do carro, semana passada, o alemão Timo Glock admite que tudo o que pode fazer foi permanecer em forma durante o inverno europeu.

“Mesmo que as condições não fossem representativas, foi uma longa espera até entrar no carro e espero que seja um passo adiante em relação às últimas duas temporadas. Tem sido um inverno frustrante, e a única coisa a fazer era focar em tudo o que podíamos fazer fora das pistas para nos certificarmos de que estaremos preparados.”

Falando sobre a primeira corrida do campeonato, o piloto se diz “mais animado que o normal” justamente pela incerteza em relação ao rendimento do novo carro.

“Melbourne será uma viagem no desconhecido, mas não temos nada a perder e até estou mais animado que o normal para ver como o carro se comportará na primeira sessão de treinos livres. Preferiria chegar mais preparado, mas vamos fazer o melhor que podemos e ver onde estamos.”

Ruim para Glock, pior para Charles Pic, que fará sua estreia na F-1 sem uma volta sequer de testes com o novo carro.

“Estou pronto para correr. Trabalhei muito duro fisicamente e com a equipe, e estou preparado mentalmente. É claro que preferia ter mais tempo de pista antes do meu primeiro GP, mas tenho trabalhado no simulador, então vamos fazer o melhor que pudermos.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Timo Glock , Charles Pic
Tipo de artigo Últimas notícias