Para Horner, F1 não pode errar em mudanças para 2017

Chefe da Red Bull ressalta que próximas duas semanas, quando chega ao final prazo para decisão sobre novas regras para 2017, serão cruciais para categoria

O prazo final para as equipes decidirem quais serão as mudanças no regulamento técnico da Fórmula 1 vence em duas semanas - mais exatamente no dia 1º de março, embora a reunião final esteja marcada para 23 de fevereiro. Para Christian Horner, a categoria não pode perder a oportunidade de se recolocar no rumo certo.

O dirigente concorda com as recentes declarações de Sebastian Vettel, que disse que a F1 está perdendo o rumo e que as mudanças nas regras devem se ater ao básico."Creio que Sebastian está correto nos comentários de que os pilotos devem ser as estrelas. Temos uma chance de fazer isso em 2017, é importante que façamos a coisa certa", disse.

"As mudanças no chassi para 2017 precisam dar mais destaque ao piloto, os carros precisam ser maiores e mais potentes para realmente desafiarem o piloto. Assim você verá a diferença entre o talento de cada um", afirmou.

"Assim, o espetáculo será maior para os fãs. Temos uma oportunidade de ouro nas próximas semanas - é importante ressaltar - e não podemos perder isso", afirmou.

Necessidade de comando firme

Horner, no entanto, reconheceu que fazer as equipes entrarem em um consenso é o problema desde o início das conversas. Quando tivemos os times concordando? Quando estávamos decidindo o formato atual dos motores, a ideia inicial era de que seria um motor de 4 cilindros e no pitlane apenas elétrico", disse.

"É importante que os que comandam este esporte mostrem pulso firme e nos direcionem para o caminho certo para as mudanças previstas para 2017."

Questionado sobre a necessidade de mudança na relação de forças, se as equipes deveriam ter mais ou menos poder de decisão, Horner foi cauteloso. "Vamos ver o que acontece com o regulamento para 2017. Temos uma grande oportunidade de levar a F1 para um lugar melhor e não podemos perder essa chance para o próximo ano", afirmou.

Por fim, Horner crê que a F1 deve fazer mais para se aproximar e se conectar com o público. "Temos que nos engajar mais. O mundo está em evolução, a F1 deve fazer o mesmo. A Red Bull não tem medo de fazer coisas diferentes, somos totalmente a favor de uma maior interação com os fãs. Temos um dos maiores contingentes de seguidores nas redes sociais. Creio que isto é muito importante para o esporte avançar", completou.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Equipes Red Bull Racing
Tipo de artigo Últimas notícias