Para Jackie Stewart, incerteza torna 2012 um dos melhores anos da história

Falando com exclusividade ao TotalRace, tricampeão acredita que necessidade de economizar pneus tira importância da classificação

Top 3 do grid foi marcado por surpresas

A tradição do GP da Espanha é vermos companheiros de equipe largando lado a lado, prova de que o Circuito da Catalunha mostra qual a verdadeira relação de forças entre as equipes. Mas foi exatamente o oposto que vimos hoje: Lewis Hamilton foi meio segundo mais rápido que Jenson Button. Pastor Maldonado surpreendeu com o segundo posto, enquanto Bruno Senna não passou de 18º. E Fernando Alonso larga 14 posições à frente de Felipe Massa.

Falando com exclusividade para o TotalRace, o tricampeão Jackie Stewart relacionou o sábado de surpresas na classificação com a necessidade dos pilotos pouparem pneus e disse acreditar que a classificação já não é mais tão importante.

“Isso é mais devido aos pneus e à necessidade de ter o máximo de pneus que não foram usados para a estratégia porque há alguma preocupação de que pode haver até quatro paradas. Perde-se 25 a 30 segundos para fazer os pit stops, mas também dá para ganhar muito tempo se você estiver com o pneu certo na hora certa. É possível que as três ou quatro posições no grid não sejam tão importantes como antes.”

Com o grid mais apertado, o escocês lembra que pequenos erros também podem custar caro. “Para a estratégia, eles podem dizer que querem guardar um número X de pneus [e isso justifica a diferença]. Ou é possível que eles não tenham conseguido uma volta limpa, como no caso de Mark Webber e Jenson Button.”

Ainda que exista um clima de descontentamento no paddock com a Pirelli pela oscilação de rendimento que tem acontecido neste ano, Stewart acredita que a incerteza está fazendo com que a temporada 2012 seja uma das melhores da história.

“Acho que será uma boa corrida para a televisão porque Vettel e Webber, assim como Button, são muito bons em provas de recuperação. Não acho que há qualquer coisa errada. Acredito que provavelmente estamos tendo um dos melhores anos da história da F-1. Talvez a questão seja apenas o fato da classificação não ser tão importante quanto antes.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Espanha
Tipo de artigo Últimas notícias