Para Kevin Magnussen, estar na frente não significa nada

Estreante lidera primeiro dia no novo MP4-29 e se diz satisfeito com trabalho realizado até agora em Jerez de la Frontera

O dinamarquês Kevin Magnussen liderou hoje o terceiro dia de testes da pré-temporada da Fórmula 1 em Jerez de la Frontera, na Espanha. Dividindo o carro com o companheiro Jenson Button – que treinou de manhã – nesta quinta-feira, o estreante marcou o tempo de 1:23.276s na parte da tarde, sendo 0.424s mais rápido que Felipe Massa, segundo.

“Foi um bom dia para mim. Aproveitei bastante, as primeiras sensações são positivas, dei boas voltas e estou feliz”, disse Magnussen ao TotalRace em Jerez.

“Estive esperando muito tempo para estar no carro. Foi um inverno muito longo. Trabalhamos duro e me sinto pronto. Acho que hoje foi um dia positivo, eu e o time aprendemos muito. Estou muito feliz.”

Mesmo contente com o desempenho, o dinamarquês ainda prega por cautela. “Como sabemos, estar na frente em testes de inverno não significa nada”, lembrou.

“O melhor foi que pudemos dar muitas voltas. Não tivemos muitos problemas, apenas duas pequenas coisas que deram errado. Jenson e eu tivemos boas voltas, e espero que isso continue amanhã. Todos preferimos estar na frente, mas nos testes de inverno não importa muito. Estamos trabalhando agora para estar na ponta quando importa.”

Quanto aos turbos, Magnussen achou a nova pilotagem divertida, mas não se disse surpreso. “Não diria que me surpreendeu. Tem muito torque, muita potência. É diferente. Mas surpreendente, diria que não.”

“Achei os turbos emocionantes. É muito diferente, temos muita potência e torque, mas soa diferente. É muito emocionante. Achei que seria mais difícil de controlar, mas a Mercedes fez um bom trabalho e o carro tem ido para o lado positivo.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Kevin Magnussen
Tipo de artigo Últimas notícias