Para Kvyat, desenvolvimento da Toro Rosso está muito lento

compartilhar
comentários
Para Kvyat, desenvolvimento da Toro Rosso está muito lento
Por: Scott Mitchell
Traduzido por: Daniel Betting
30 de ago de 2017 18:36

Rendimento da equipe caiu nas seis últimas corridas em comparação às concorrentes

Carlos Sainz Jr., Scuderia Toro Rosso STR12
Carlos Sainz Jr., Toro Rosso STR12
Carlos Sainz Jr., Scuderia Toro Rosso STR12
Daniil Kvyat, Scuderia Toro Rosso STR12
Carlos Sainz Jr., Scuderia Toro Rosso STR12, Felipe Massa, Williams FW40, Marcus Ericsson, Sauber C36, the remainder at the start
Daniil Kvyat, Scuderia Toro Rosso STR12
Daniil Kvyat, Scuderia Toro Rosso STR12
Carlos Sainz Jr., Scuderia Toro Rosso STR12
Daniil Kvyat, Scuderia Toro Rosso, on the drivers parade
Daniil Kvyat, Scuderia Toro Rosso

O desenvolvimento da Toro Rosso no seu carro não foi "tão rápido quanto o esperado", afirmou o piloto Daniil Kvyat. O time júnior da Red Bull obteve 40 pontos nesta temporada, 29 marcados nos seis primeiros GPs da temporada e apenas 11 nos outros seis.

Naquele tempo, passou do quinto no campeonato de construtores para o sexto, atrás da Williams, e foi superado pela Renault, McLaren e Haas nas últimas corridas.

Perguntado pelo Motorsport.com, como ele se sentiu sobre a segunda metade da temporada e as perspectivas de desenvolvimento da Toro Rosso, Kvyat respondeu: “Para ser completamente honesto, nosso desenvolvimento não foi tão rápido quanto o esperado. Estamos faltando um pouco a esse respeito. Me lembro de ter um carro que chegava fácil ao Q3 nas primeiras corridas, e agora está bastante difícil.”

"A qualificação é muito importante este ano, então precisamos de mais. Os caras sabem o que fazer em pistas que são muito mais favoráveis para nós, estão chegando de qualquer maneira".

O colega de equipe de Kvyat, Carlos Sainz, diz que a Toro Rosso está sendo superada por equipes com orçamentos maiores.

"Não penso que seja justo que a minha equipe seja comparada a um fabricante como a Renault", disse Sainz quando perguntado se a Toro Rosso estava perdendo a direção do desenvolvimento.

"A Renault também iria melhorar a maneira como eles estão desenvolvendo. Se nos compararmos com a Force India, por exemplo, em lugares como a Hungria, onde o motor não é tão importante, fomos melhores que eles.”

"Posso ver nos dados que eles não são mais rápidos do que nós nas curvas. A McLaren e a Renault são aqueles que trazem mais carga aerodinâmica em seus carros e fazem a diferença nas curvas em relação a nós."

Sainz acredita que a Renault e a McLaren ficarão na frente, mas Haas e Force India, que venceram Toro Rosso em Spa, podem ser superadas.

Perguntado se ele temeu que sua temporada pudesse ser comparada com 2016, Sainz respondeu: "Eu não sei. Eu costumo pensar que, a partir de agora, McLaren e Renault provavelmente estarão à nossa frente na fase de qualificação.”

"Especialmente quando vamos às pistas menos dependentes do motor, a McLaren dará um grande passo à frente. A Renault está meio segundo na frente, mas, por outro lado, podemos controlar Force India e Haas.”

"A Force India marcou muitos pontos no início da temporada, por isso estão fora do nosso alcance em termos de pontos, mas não de ritmo. Ainda temos um upgrade por vir, então espero que isso nos ajude".

Próxima Fórmula 1 matéria
Análise: McLaren se aproxima de divórcio com Honda

Previous article

Análise: McLaren se aproxima de divórcio com Honda

Next article

Confira os horários do GP da Itália de F1

Confira os horários do GP da Itália de F1
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Pilotos Daniil Kvyat Shop Now
Equipes Toro Rosso Shop Now
Autor Scott Mitchell
Tipo de matéria Últimas notícias