Para Lewis Hamilton, ultrapassagens são como "uma ciência"

compartilhar
comentários
Para Lewis Hamilton, ultrapassagens são como
Por: Julianne Cerasoli
2 de jul de 2011 09:50

Inglês disse que estuda seus adversários para saber suas fraquezas, já Kobayashi acha que manobras ajudam na estratégia de corrida

Kobayashi e Hamilton em evento da FOTA

Como será que dois dos pilotos que melhor ultrapassam na F-1 atual se sentem quando conseguem uma manobra? Essa foi uma das perguntas que Kamui Kobayashi e Lewis Hamilton responderam em evento organizado pela FOTA (Associação das Equipes de Fórmula 1) e que contou com a participação dos fãs da categoria.

“É fantástico, provavelmente a melhor parte da corrida, quando você não está muito mais rápido que o cara na frente. Você fica colado e procurando suas fraquezas para atacar da próxima vez. É uma verdadeira ciência, eu acho. Você quer ultrapassar todos imediatamente, mas com o tempo aprende quem é mais fácil ou mais difícil de passar, então você pesa tudo isso”, revela Hamilton.

O inglês diz que, quando faz uma manobra, fica tão feliz que logo quer partir para a próxima.

“É muito, muito compensador quando você passa alguém. Não sei se vocês já me ouviram no rádio, mas fico muito animado, perguntando quem é o próximo. Quero ter aquele sentimento de novo.”

Para Kobayashi, saber ultrapassar ajuda até na estratégia de paradas de boxes.

“Comecei na F-1 com a Toyota no final de 2009. Fiz algumas manobras na última corrida e todos ficaram surpresos. Eles me perguntaram como fiz as ultrapassagens e disse que era normal! Quando seu engenheiro entende que você pode ultrapassar, ele vai lhe dar estratégias mais agressivas, o que é bom para mim.”

“É muito fácil para Kamui”, Hamilton completou. “Acho que tem a ver com quem quer assumir mais riscos. Há uma linha fina entre arriscar e passar – como mostrei nas últimas corridas. Depende da mentalidade que você tem e tenho notado que também deve ter algo a ver com a idade. Quem é mais velho começa a ficar mais lento, talvez tenha mais medo de ir rápido nas curvas de alta. Quando ataco alguém em uma curva, minha atitude agora é ‘sou jovem, não tenho nada a perder’.”

Next article
Alonso: “não tenho problemas em dividir equipe com ninguém”

Previous article

Alonso: “não tenho problemas em dividir equipe com ninguém”

Next article

Chefe da Renault acredita que mudanças afetam todos os carros

Chefe da Renault acredita que mudanças afetam todos os carros
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Pilotos Lewis Hamilton Shop Now , Kamui Kobayashi
Autor Julianne Cerasoli