Para Maldonado, Venezuela vive hoje o que Espanha viveu com Alonso

Piloto da Williams diz que sua presença na F1 tem o mesmo efeito em seu país que o que foi visto na Espanha anos atrás

Maldonado durante o GP da Bélgica

Se tem uma coisa que Pastor Maldonado não pode ser acusado é de ter falsa modéstia. Depois de lembrar que colocou a Williams aonde ela não havia chegado em muitos anos com a vitória em Barcelona, Pastor afirmou ao TotalRace na semana passada que está provocando na Venezuela o mesmo que Fernando Alonso provocou na Espanha há alguns anos.

“Hoje existe uma grande paixão na Venezuela pela Fórmula 1. Cresceu muito lá. Está ocorrendo o mesmo efeito que ocorreu na Espanha com o Fernando há alguns anos”, declarou Pastor. “Somos um país jovem, que tem muita esperança nesse esporte”, completou.

Com sua entrada na F1 e já com uma vitória no currículo – a primeira do país na história da categoria, o piloto da Williams espera que em um futuro breve, a Venezuela possa sediar um GP no calendário da Fórmula 1. “Com certeza há algum interesse na Venezuela em ter uma pista e fazer parte do calendário. Espero que em breve a gente possa fazer parte do campeonato”, afirmou.

Recentemente, Maldonado e a Williams fizeram uma apresentação em Caracas que contou com um bom público. O evento, porém, não ocorreu tão bem, já que o piloto perdeu o controle do carro e acertou uma guia.
 

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Pastor Maldonado
Tipo de artigo Últimas notícias