Para Massa, melhora em Mônaco se deve à pista e a novo acerto

Brasileiro teve, de longe, o melhor fim de semana do ano, com o sétimo lugar no grid de largada e o sexto na corrida

Massa foi sexto colocado em Monte Carlo

Felipe Massa obteve, de longe, seu melhor final de semana do ano no GP de Mônaco. O brasileiro, que tinha como melhores resultados um 12º na classificação e um nono lugar na corrida, foi sétimo no grid e sexto no domingo.

Além disso, fechou as 78 voltas da prova monegasca a apenas 6s1 do vencedor Mark Webber. Para se ter uma ideia, o melhor resultado em relação a um primeiro colocado do brasileiro até aqui havia sido na China, quando cruzou a linha de chegada a 42s7 de Nico Rosberg.

De acordo com o piloto da Ferrari, essa melhora repentina se deu por uma mudança na forma de configurar o carro, assim como pelas características do circuito de Mônaco.

“É uma pista diferente e também usamos um acerto completamente distinto. Acho que esses dois fatores são importantes. É uma pista com poucas curvas nas quais há uma força lateral. Tem mais freada, aceleração e tração sempre em linha reta, e não em curva.”

Agora, o brasileiro espera confirmar essa nova tendência em outros tipos de traçado.

“Usamos um acerto bem diferente em relação ao que tínhamos utilizado durante todo o ano. Acho que isso também é muito importante analisar. Temos de experimentar esse tipo de acerto nas próximas corridas. Pode ser que, pelo jeito que eu guio, possa funcionar melhor.” 

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP de Monaco
Pilotos Felipe Massa
Tipo de artigo Últimas notícias