Para Nelsinho, Grosjean "deu sorte" e Kimi é comparação "fraca"

Atualmente competindo na Truck Series da Nascar, piloto acredita que Alonso estaria tendo resultados melhores com a Lotus

O brasileiro Nelsinho Piquet, com passagem pela Fórmula 1 e hoje competindo na Nascar, criticou a dupla de pilotos da Lotus, formada por Romain Grosjean, seu substituto na Renault em 2009, e Kimi Raikkonen.

Para Piquet, o francês apenas vem se destacando nesta temporada porque se compara a um piloto cujo desempenho deixa a desejar. "Ele deu muita sorte, entrou em um momento em que está com um companheiro um pouco fraco e um carro muito bom", disse Nelsinho ao Terra.

Grosjean disputou sete provas em 2009, após saída do brasileiro, e acabou demitido no final da temporada. Após ser campeão da GP2 ano passado, retornou em 2012 à categoria. Piquet credita a segunda chance do francês à sorte e considera que o ex-companheiro de ambos na Renault, Fernando Alonso, faria um trabalho melhor do que a dupla atual da Lotus.

"Se tivesse o Alonso ali, estaria ganhando o campeonato com aquele carro. Com certeza ele [Grosjean] melhorou muito daquela época, mas não é nenhum fenômeno. Nada comparado ao Alonso. A sorte dele é que ele não foi bem na Fórmula 1, deram mais uma temporada da GP2, conseguiu um patrocínio e voltou para a Fórmula 1 pagando, né? Então as coisas deram certo para, como é que fala, na carreira dele. O timing foi muito bom para ele", finalizou.

Nelsinho Piquet é o nono colocado na Nascar Truck Series e recentemente tornou-se o primeiro brasileiro a vencer uma prova da Nascar, ao conquistar a etapa de Road America da Nationwide.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Kimi Raikkonen , Romain Grosjean
Tipo de artigo Últimas notícias