Para Niki Lauda, falar em crise na Ferrari "é exagerado"

Ídolo da equipe italiana nos anos 1970, austríaco acredita que time seja a quarta força no início do campeonato

A Ferrari admite que não está onde queria após os testes

Estrela da Ferrari nos anos 1970, Niki Lauda afirmou não acreditar que a equipe italiana esteja afundada em uma crise após seu novo carro, o F2012, não ter correspondido às expectativas durante a pré-temporada.

“Os italianos sempre exageram. Tudo ou é ótimo, ou é negativo. Não acho que a Ferrari é tão ruim como se tem falado”, disse à RTL.

Para o austríaco, que ganhou dois títulos pela Scuderia, a Ferrari é a quarta força, atrás de Red Bull, McLaren e Mercedes.

“A McLaren e a Red Bull parecem próximas e a Mercedes está um pouco atrás. Daí vem a Ferrari – mas as coisas podem mudar rapidamente.”

Lauda acredita ainda que seja possível haver alguma briga pelo regulamento técnico, uma vez que parece que as equipes continuam usando o gás do
escapamento para melhoria aerodinâmica, apesar do banimento do difusor soprado pelo escapamento.

“Você nunca pode confiar na paz na F-1. Cada equipe tenta levar o regulamento para o limite, o que é perfeitamente legítimo. Temos de ver se a FIA precisa intervir em determinado ponto.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Austrália
Tipo de artigo Últimas notícias