Para Pat Fry, vitória da Ferrari foi resultado da chuva

Ouvido pelo TotalRace, diretor técnico da Ferrari admite que o resultado da Malásia não muda pressão por carro melhor

Fry não vê mudança após vitória

Logo após a surpreendente vitória no GP da Malásia, Fernando Alonso deixou claro que a conquista não mudaria a atual situação da Ferrari. Com um carro problemático, a Scuderia luta para colocar-se no mesmo nível das rivais.

É a mesma linha adotada pelo diretor técnico, Pat Fry. Ouvido pelo TotalRace, o britânico salientou  que a pressão para os engenheiros melhorarem o carro continua a mesma.

“A pressão é para fazer o carro andar bem. Acho que aqui era só uma questão de obter o melhor resultado que podíamos e aproveitar a situação da melhor maneira possível”, salientou.

Fry creditou a boa performance do F2012 ao clima. Afinal, a Ferrari já havia mostrado um bom desempenho no molhado durante a primeira sessão de treinos livres, na Austrália, resultado do fato da equipe ter resolvido suas questões com o aquecimento de pneus.

“Acho que, nessas condições, nosso carro é bem razoável, então se a corrida fosse no seco, seria uma história diferente.”

Para se ter uma ideia, de acordo com o piloto de testes da Ferrari, Marc Gené, a expectativa da equipe antes da prova malaia era de ter um ritmo cerca de 0s7 mais lento que os principais rivais.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Malásia
Tipo de artigo Últimas notícias