Para Rosberg, Grosjean não teve culpa em toque na primeira volta

Alemão diz que "a coisa ficou apertada" e prefere destacar melhora no ritmo de classificação da Mercedes

Depois de colocar a Mercedes em oitavo lugar na classificação, Nico Rosberg não poderia ter uma corrida pior. No entanto, o alemão não culpa nem Romain Grosjean, pelo toque na primeira volta que o relegou ao fundo do grid, nem Narain Karthikeyan, com quem protagonizou o acidente mais forte da corrida. “Não posso culpá-lo”, afirmou em seu blog a respeito do francês da Lotus, “mas também não posso me culpar. Acho que foi um incidente de corrida. A coisa ficou um pouco apertada”.

Sobre a batida com a HRT, na qual voou sobre o carro de Karthikeyan, Rosberg destacou o susto. “Foi assustador porque eu vi o céu azul. Mas no final tive sorte de não ser um acidente muito ruim".

Mesmo com a corrida desastrada e vendo o companheiro Michael Schumacher fora dos pontos, Rosberg acredita que a Mercedes está progredindo. “No geral, obviamente tivemos um final de semana ruim. Mas houve um destaque para mim, a classificação. O oitavo lugar foi bom porque definitivamente há uma tendência de crescimento para nós em estar a apenas um décimo da melhor Ferrari e a seis da melhor Red Bull”. 

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento Abu Dhabi GP
Pilotos Nico Rosberg
Tipo de artigo Últimas notícias