Para Senna, vitória colocou mais pressão em cima de Maldonado

Venezuelano não pontua desde final de semana perfeito em Barcelona, enquanto brasileiro fez quatro top 10

A vitória de Pastor Maldonado no GP da Espanha tinha tudo para colocar pressão extra nos ombros do companheiro Bruno Senna. Afinal, ambos lutam para provar que merecem uma chance na equipe Williams e na F-1 e o venezuelano foi perfeito durante o final de semana em Barcelona, enquanto o brasileiro andou o tempo todo no segundo pelotão e acabou não completando a prova após um acidente com Michael Schumacher.

Contudo, de lá para cá, foi Pastor quem não marcou um ponto sequer e se envolveu em diversas confusões com os comissários, enquanto Senna pontuou em quatro das seis provas disputadas. Para o brasileiro, a vitória em Barcelona acabou sendo prejudicial ao companheiro.

“A pressão sobre mim não aumentou depois da vitória do Pastor e, sim, sobre ele mesmo. Ele fez um final de semana maravilhoso e depois começou a sofrer com resultados menos favoráveis. No meu caso, sempre foi uma questão de aprendizado. No começo, fiz vários pontos e depois passei a fazer um, dois pontos. Mas é importante lembrar que sempre larguei atrás do que deveria e, mesmo assim, marquei pontos, o que é positivo.”

Para Bruno, o resultado do GP da Hungria, quando largou em nono e chegou em sétimo, mostra que, para marcar mais pontos, é essencial melhorar seu desempenho aos sábados.

“Na Hungria, largando mais à frente, tivemos um resultado mais realista. A lição é que, na F-1, para conquistar bons pontos, é preciso largar na frente, a não ser que alguma coisa bizarra aconteça.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Bélgica
Pilotos Pastor Maldonado , Bruno Senna
Tipo de artigo Últimas notícias