Para Vettel, safety car entrou “na hora errada”

Líder da Fórmula 1, Sebastian Vettel, questionou o momento da introdução do safety car, que comprometeu sua corrida na China

O diretor de corridas da FIA, Charlie Whiting ordenou a entrada do safety car após uma colisão entre os pilotos da Toro Rosso, Brendon Hartley e Pierre Gasly, que deixou detritos na pista, optando por descartar o safety car virtual sendo necessário criar um espaço no tráfego que permitiria aos comissários limpar a pista.

No entanto, o período de bandeira amarela foi confirmado logo após o líder, Valtteri Bottas, e Vettel terem passado pela linha de segurança, o que significava que eles não poderiam tirar vantagem disso para entrar nos boxes.

Muitas vezes, os líderes têm a oportunidade de continuar andando antes de encontrar o safety car e entrar na fila, mas, nesta ocasião, Bottas e Vettel não tiveram essa oportunidade.

Enquanto isso, os pilotos da Red Bull Max Verstappen e Daniel Ricciardo conseguiram entrar para colocarem pneus novos, uma decisão que deu a vitória ao australiano.

"Obviamente, o momento em que o safety car entrou foi ruim para Valtteri e para mim, porque não tivemos a oportunidade de reagir", disse Vettel.

"O safety car foi acionado quase que imediatamente, então fomos basicamente retirados da corrida naquele momento, e não tivemos a opção de escolher entre entrar para colocar pneus novos ou permanecer fora".

Vettel estava frustrado porque acreditava que, tendo esperado algumas voltas enquanto avaliava a situação dos destroços, Whiting poderia ter ativado o safety car para que os líderes não sofressem.

"Eu tenho que entender porque tivemos o safety car mudando a corrida. Em 2014, na Hungria, estávamos em uma situação semelhante, onde os líderes estavam em desvantagem porque o safety car entrou uma vez que passaram a entrada dos boxes, ou chamaram [para trocar pneus] depois que eles passaram pela entrada dos boxes".

"Eu entendo que se algo acontece e você tem que reagir imediatamente, então você não pode sempre respeitar onde os carros estão uns com os outros".

"Mas tivemos duas voltas de destroços na pista, então por que não acionar o safety car meio minuto antes para que todos tenham a chance de decidir se querem entrar ou não?"

Vettel reconheceu que o carro de segurança era necessário: "Eu não sei as distâncias, mas você tem que dar aos comissários uma janela de um minuto e meio para limparem a pista".

"Mas, do meu ponto de vista, não é correto tirar o safety car quando você muda a corrida", disse o líder do campeonato da F1.

Confira os dez momentos mais marcantes do GP da China

 

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da China
Pista Shanghai International Circuit
Pilotos Sebastian Vettel
Tipo de artigo Últimas notícias