Pedro de la Rosa se diz triste por não saber o futuro da HRT

Mesmo tendo contrato assinado para o ano que vem, incertezas financeiras do time colocam carreira do espanhol em dúvida

O espanhol Pedro de la Rosa se monstrou triste pela equipe que pilota, a HRT, última do grid, não ter boas perspectivas de futuro na categoria. Além dos parcos resultados, o fundo investidor Thesan Capital não irá continuar apoiando o time.

"Nós terminamos o campeonato com muita incerteza do que vai acontecer agora", disse De La Rosa à Antena 3. "Vamos continuar, mudar de nome? Isso me faz sentir mal quando falo com os mecânicos, pois não sei se será a última vez que trabalharemos juntos. Começamos esse projeto pensando a longo prazo".

De la Rosa se diz chateado pela Fórmula 1. Dependendo de quem comprar o time, não terá mais uma equipe espanhola. "O que quer que aconteça, por muitas razões, o time não será espanhol ano que vem, e isso me deixa bem chateado. Nós, provavelmente, não veremos mais um time espanhol na Fórmula 1", prevê.

Contando com as três temporadas de Hispania, a HRT sequer marcou um ponto durante os três anos que andou na F-1 até agora.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Pedro de la Rosa
Tipo de artigo Últimas notícias