Pelo Twitter, Massa confirma que não correrá na Ferrari em 2014

Depois de oito temporadas na equipe de Maranello, brasileiro agradece a time por vitórias e conquistas na Fórmula 1

Na tarde desta terça-feira Felipe Massa confirmou por sua conta no Twitter o que muitos já davam como certo durante o último fim de semana, no GP da Itália. O brasileiro não correrá na equipe Ferrari na temporada que vem da Fórmula 1. Após oito anos no time principal da marca italiana na F-1, 15 pole positions e 11 vitórias, Felipe se despediu oficialmente da equipe de Maranello.

LEIA MAIS

“Não vou mais correr pela Ferrari a partir de 2014”, disse ele em sua conta no Twitter.

“Gostaria de agradecer pela amizade, vitorias e um lindo momento com a Ferrari. [Gostaria de agradecer] a ajuda da minha esposa, da minha família, de todos os meus Fãs e toda a ajuda dos meus patrocinadores.”

O piloto também disse que confia em ter um carro bom no futuro e planeja continuar na F-1.

“Vou com tudo para as últimas sete corridas como piloto da Ferrari. A partir de agora quero achar uma equipe que me dê um carro competitivo para conseguir mais vitorias e vencer um campeonato, que é o meu sonho. Um beijo a todos, Felipe”, finalizou.

Em oito anos como titular da Scuderia, o brasileiro conquistou 11 vitórias e 36 pódios, chegando ao vice-campeonato em 2008 e ao terceiro lugar em 2006. Seu momento mais marcante foi o GP do Brasil de 2008, quando chegou a pensar que tinha feito o suficiente para ser campeão ao vencer a prova caseira de ponta a ponta, mas viu o rival Lewis Hamilton chegar ao quinto posto, que lhe garantiu o título, a poucos metros da linha de chegada. A conquista de Interlagos, onde também venceu em 2006, seria sua última vitória pela Ferrari.

Em 2009, a Ferrari caiu de produção e Massa sofreu um grave acidente na classificação para o GP da Hungria, que o deixou de fora das oito etapas seguintes até o final da temporada. Mesmo fora das pistas, Massa foi mantido para o ano seguinte, ao passo que Kimi Raikkonen foi demitido para dar lugar a Fernando Alonso.

Desde então, no entanto, o brasileiro caiu de produção, ficando à sombra do companheiro. Seu ponto mais baixo foi o GP da Alemanha de 2010, quando cedeu uma vitória ao espanhol por determinação da equipe. De lá para cá, foi apenas sexto colocado nos campeonatos de 2010 e 2011 e sétimo ano passado, mesma posição que ocupa atualmente.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Felipe Massa
Tipo de artigo Últimas notícias