Perez apoia cautela da Sauber: "As condições eram difíceis"

Mexicano reconhece que usa equipe foi conservadora na Malásia, mas salienta que segunda colocação foi importante

Perez foi o grande destaque na Malásia

Depois de ser alçado à posição de nova estrela da F-1 com o surpreendente segundo lugar no GP da Malásia, Sergio Perez novamente negou que esteja negociando para substituir o brasileiro Felipe Massa na Ferrari.

“Não há nada [acontecendo]. Estou 100% comprometido com a Sauber e é provavelmente o mesmo entre a Ferrari e Massa”, afirmou à agência EFE. “Estamos apenas focados em fazer uma ótima temporada.”

Mas é claro que o mexicano, que faz sua segunda temporada na F-1, visa estar em uma equipe grande logo, mais especificamente, “em dois anos”. E o fato de ser ligado à Academia de Pilotos da Ferrari faz com que a especulação em torno de seu nome em Maranello seja grande.

Falando sobre o GP da Malásia, Perez reconheceu que a Sauber foi criticada “por não ser muito agressiva na estratégia”, tanto pelo fato de ter demorado para trocar os pneus de chuva pelos intermediários e, principalmente, os intermediários pelos slick, quanto pela mensagem que seu engenheiro lhe passou, de que deveria “ter cuidado” porque o segundo lugar era importante para a equipe.

“Eles poderiam ter arriscado mais e minha equipe foi criticada, mas foi um resultado importante. As condições eram difíceis e poderíamos ter perdido tudo.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Sergio Perez
Tipo de artigo Últimas notícias